Palestrantes e General Session TechED Brasil 2007

Pessoal,
 
foi divulgada a lista de palestrantes do TechED Brasil 2007.
 
 
Teremos a presença de grandes nomes no evento!
 
Também foi disponibilizada a agenda do Dia 1 do TechED, chamada General Session.
 
 
Abraços e nos vemos lá.
 

Inscrições encerradas para o TechED Brasil 2007

Pessoal,
 
é isso ai. Se encerraram as inscrições para o TechED Brasil 2007 (http://www.techedbrasil.com.br/) já antecipando o sucesso do evento. Aos que não se inscreveram ainda existe a chance de entrar na lista de espera pois podem ocorrer desistências.
 
Nos vemos lá!
 
Abraços

Visual Studio 2008 Express Developer Center

Acabei de ler no Blog do amigo Claudio Ralha que a Microsoft disponibilizou um site com as versões Express de seus produtos como por exemplo SQL Server 2005, Visual Basic 2008, Visual Web Developer 2008 entre outros…
 
 
Abraços!

Revolução no Atendimento e Suporte Técnico

Pessoal,
 
vejam abaixo notícia publicada no site ChannelWorld. Empresas de suporte e técnicos de Informática devem ficar atentos:
 

Carrefour vai vender serviços de suporte e instalação de PCs no Brasil

Em parceria com a Telefônica, a rede espera fazer até 30 mil instalações de computadores na casa dos clientes ainda em 2007.

Por Daniela Moreira, do IDG Now!
publicado em 25/10/2007
atualizada em 25/10/2007 17:13
A rede de hipermercados Carrefour passa a vender aos seus clientes serviços de instalação e suporte para produtos em informática, a partir da sexta-feira (26/10), anunciou o gerente de desenvolvimento de informática da rede, Pierre Paparemborde.

A iniciativa é resultado de uma parceria com a Telefônica, que vai prestar os serviços técnicos, e com outras empresas da área de tecnologia como Microsoft, Intel e a rede de escolas de informática Microlins.

A oferta consiste em seis pacotes de serviços, incluindo instalação do computador, acesso à internet, redes sem fio, backup e sistemas de home entertainement, integrando o computador aos demais eletrônicos da residência do cliente.

O preço dos pacotes começa em 69 reais, para o plano de instalação, que inclui três meses de suporte remoto, três meses de acesso gratuito ao pacote Microsoft Office, acesso à internet por meio do provedor Terra e um curso básico de informática na Microlins.

Leia também: O efeito do varejo

Os planos podem custar até R$ 249,00, dependendo do serviço prestado, e o valor pode ser parcelado em até dez vezes sem juros pelo cartão Carrefour.

De acordo com Paparemborde, o serviço vai estar disponível em toda a rede Carrefour, exceto no Estado de Minas Gerais e no Nordeste. A expectativa do executivo é que até o final do ano já sejam feitas de 20 mil a 30 mil instalações.

Os serviços serão prestados por técnicos da Telefônica. Atualmente, a rede credenciada já conta com mais de 100 instaladores, segundo Paparemborde. Os vendedores dos pontos de venda do varejo também foram treinados para oferecer os pacotes aos clientes.

“Estamos trabalhando neste projeto há dois anos e o maior desafio foi encontrar pessoal qualificado para prestar os serviços”, relata o executivo.

No início de 2008, a rede também pretende instalar balcões de suporte nas suas lojas nas principais capitais (São Paulo, Rio de Janeiro, Goiânia, Curitiba, Porto Alegre e Brasília, entre outras) para oferta de upgrades nas máquinas e serviços de suporte on demand, modelo já bastante difundido nas lojas de eletrônicos e informática dos Estados Unidos.

“Estamos negociando com os fabricantes para que os técnicos possam abrir as máquinas sem que elas percam a garantia”, revela o executivo.

O modelo de vendas de serviços relacionados a tecnologia é pioneiro entre os varejistas brasileiros e também é a primeira iniciativa deste tipo da rede francesa em todo o mundo, segundo Paparemborde.

A companhia está investindo mais de 5 milhões na iniciativa, sendo que 1 milhão será investido na divulgação da oferta na mídia, de acordo com o gerente.

Impulsionada por iniciativas como a MP do Bem, que reduziu o preço dos computadores no País, a rede Carrefour viu suas vendas de PCs crescerem de 3 mil unidades ao mês para 25 mil unidades ao mês, em um período de dois anos.

Segundo o executivo, as vendas de eletrônicos (incluindo eletrodomésticos e itens de linha branca, como fogões e geladeiras) representam de 15% a 20% do faturamento dos hipermercados. Dentro desta segmentação, informática representa 30% do total.

Para Reinaldo Sakis, analista da IDC, há uma demanda por serviços de suporte no mercado brasileiro, principalmente entre os usuários que estão comprando o seu primeiro PC. “Mas sucesso da iniciativa vai depender dos preços”, ressalta.

De acordo com dados da IDC, 60% das vendas de informáticas no mercado brasileiro são feitas por meio do varejo, sendo que 50% correspondem a vendas a usuários finais e 10% a vendas para pequenas empresas, com menos de dez funcionários.

No plano mundial, 40% das vendas de informática passam pelo varejo. As vendas do setor de tecnologia para o consumo movimentarão US$ 470 bilhões em 2007, segundo Sakis.

IT Hero – Outubro

Pessoal,
 
já falamos anteriormente aqui sobre o programa Technet IT Hero que premia e reconhecer os profissionais que se destacaram na implementação de novas tecnologias da Microsoft. Mais informações sobre o programa podem ser vistas em http://www.microsoft.com/brasil/technet/ithero/default.mspx
 
Fui o segundo IT Hero eleito.
 
Hoje foi anunciado o IT Hero de Outubro, Leonardo Feitosa com o projeto de implementação Office Sharepoint Server 2007  (MOSS).
 
Vejam o perfil do Leonardo e a descrição do seu projeto em http://www.microsoft.com/brasil/technet/ithero/outubro2007/default.mspx
 
Parabens e que venham novos IT Hero’s!

Jornal Hoje – carreira em TI

Pessoal,
 
assisti a reportagem abaixo ao VIVO no dia 15/10 e acho interessante que todos vejam também.
 
Abraços
 
 
 

Jornal Hoje – carreira em TI

Você quer saber como fazer para aproveitar essas oportunidades? Veja na reportagem de Fabiana Scaranzi.

ASSISTA A REPORTAGEM PELA GLOBO.COM

Geralmente o que se ouve é que tem muita gente procurando emprego, mas não há vagas para todos. Na área de tecnologia da informação o que acontece é o contrário. Só no Brasil, segundo o Ministério da Ciência e Tecnologia, em 2005 faltavam 17 mil profissionais no mercado, e esse número pode chegar a mais de 200 mil em 2012. Isso pode significar uma boa oportunidade pra você.

“Quando o profissional escolhe a área de TI, na realidade ele vai trabalhar sempre na infra-estrutura da tecnologia da informação. Ou seja, ele pode trabalhar no fornecimento de redes, ele vai ligar os computadores de rede, ele vai desenvolver os sistemas que vão ser utilizados por outros profissionais, mas isso hoje independe da área”, explica o especialista em tecnologia da informação, Celso Poderoso.

Para trabalhar nesse mercado é preciso fazer mais que bacharelado, dizem os especialistas. Se você não quer ser pesquisador ou professor, terá de se especializar. Cursos que garantem essa especialização duram, em média, dois anos.

Aliás, a maior reclamação das empresas é a falta de especialização dos candidatos. Só no Paraná, há 1.300 vagas disponíveis, sem candidatos. Esse pólo fica na cidade industrial de Curitiba, no chamado Parque do Software. Das 120 empresas paranaenses, 30 estão instaladas na região. Essas 1.300 vagas são oferecidas hoje. A previsão é que até 2010 sejam 15 mil ofertas de emprego. Somente uma empresa tem dez vagas que não consegue preencher. “Nós não conseguimos encontrar profissionais com conhecimentos técnicos, especializados em informática. Outro grupo de profissionais são aqueles com conhecimento multiespecialista. Ou seja, profissionais que conheçam tanto de informática quanto de processos de negócios”, descreve o diretor da empresa, Selmo Flores.

Há vários pólos de tecnologia da informação, como o de Curitiba, espalhados pelo Brasil e que oferecem milhares de vagas, do Recife ao interior de São Paulo. E os salários, em geral, começam com R$ 1.500,00 e podem chegar a R$ 9 mil, R$ 10 mil. “A empresa grande te dá uma possibilidade de carreira a longo prazo, e uma empresa pequena ela precisa de um profissional para poder atender uma demanda específica, então, eventualmente, paga mais por isso”, comenta Celso.

Segundo os especialistas, as empresas não vão contratar um técnico apenas para comprar o melhor hardware ou software. O profissional de tecnologia da informação precisará trazer benefícios reais para o negócio.

É o caso do Mozart Araújo, do Recife. Ele se especializou no desenvolvimento de programas e aplicativos para celulares. Mestre em ciências da computação, Mozart já trabalhou nos Estados Unidos numa das maiores empresas de software do mundo. E há um ano é um dos responsáveis pelo desenvolvimento de tecnologia para telefones móveis do Centro de Informática da Universidade Federal de Pernambuco. “O setor de telefonia móvel oferece oportunidades, pois é um mercado que está em expansão – o telefone é cada vez mais um computador portátil. Outro setor bastante promissor é o de web 2.0, onde são criadas aplicações altamente complexas para ser rodadas dentro do browser”.

Se você está de olho em uma dessas vagas de emprego, anote aí algumas dicas:
– Falar inglês é fundamental. É a linguagem universal para quem mexe com computador;
– Mantenha-se atualizado. A área de tecnologia é muito dinâmica, muda a cada dia;
– Leia material especializado, livros, artigos, sites na internet, mas não se esqueça que a formação é muito importante.

Você pode até achar que as exigências são muitas, mas imagine procurar emprego numa área onde sobram vagas. É um investimento pessoal e profissional que vale a pena. Há vários cursos na área e o importante é se informar sobre o conteúdo deles, veja se realmente o que você procura. E a vantagem é que tecnologia é para sempre.

Agenda de Palestras do TechED 2007 disponível

Pessoal,
 
Foi disponibilizada a agenda de palestras e os palestrantes do TechED 2007.
 
 
Abraços a todos e nos vemos lá!