Infográfico sobre a estratégia de gerenciamento do Windows 10

Olá pessoal,

Eu noto que muitos profissionais de TI ainda não conhecem a solução Intune da Microsoft, que faz o gerenciamento de PCs, dispositivos móveis e aplicativos via Nuvem. Inclusive eu pretendo começar a publicar conteúdo sobre de forma a ajudar na disseminação da tecnologia. Para começar, eu compartilho com vocês este infográfico que demonstra o ecossistema da plataforma Intune utilizando os recursos do Windows 10.

Para saber mais sobre acessem microsoft.com/intune

windows-10-management-original

#BGS10: Brasil Game Show já tem 97 caravanas confirmadas para sua décima edição

A oito meses do evento, grupos de 82 cidades brasileiras já garantiram presença na maior feira de games da América Latina; até 23h59 de hoje, 17/02, ingressos podem ser adquiridos com descontos que chegam a 46%

A Brasil Game Show (BGS) só acontece em outubro, mas mesmo com oito meses de antecedência, 97 caravanas de 82 cidades brasileiras já se preparam para visitar a décima edição da maior feira de games da América Latina entre 11 e 15 de outubro de 2017, no Expo Center Norte, em São Paulo. São jogadores e fãs de games do Espírito Santo, Goiás, Minas Gerais, Paraná, Rio de Janeiro, Rio Grande do Sul, Santa Catarina e São Paulo, ávidos para curtir as diversas atrações do evento, como a palestra de Nolan Bushnell, criador do Atari, e um dos maiores ícones da indústria dos games e entretenimento.

Para montar uma caravana, basta reunir grupos de pelo menos 15 pessoas, eleger um responsável maior de 18 anos e seguir as informações de cadastro disponíveis em www.brasilgameshow.com.br/caravanas/, onde também é possível ver a lista completa de caravanas já formadas. O organizador de cada grupo pode adquirir até 50 ingressos pelo mesmo CPF e, dependendo da quantidade de pessoas que conseguir reunir, garante credenciais VIP para curtir todos os dias do evento, além de camisetas oficiais da BGS.

Um vídeo com todos os detalhes sobre as caravanas para a BGS 2017 pode ser visto no canal da BGS no YouTube ou pelo link www.youtube.com/watch?v=q2pOmzxTkNg&feature=youtu.be

Seginfocast #48 – Lançamento do livro Fundamentos da Segurança da Informação 3ª edição – Baseado na ISO 27001 e 27002 da Exin

SegInfocast #48 – Faça o download aqui. (13:00 min, 8,95 MB)

seginfocast-150x150Neste episódio eu recebi mais uma vez o Prof. Alan Oliveira, tradutor do livro Fundamentos da Segurança da Informação que se encontra na sua 3ª edição. O livro aborda como a segurança da informação tem sido uma grande preocupação, sobretudo no ambiente empresarial, onde a perda ou vazamento de informações pode gerar um grande impacto no negócio. O livro é referência para o curso de  Fundamentos da Segurança da Informação promovido pela Clavis, que visa preparar o aluno para o exame de certificação ISO 27001 e 27002.

Qual é o público alvo do livro e do curso?

Tanto o curso quanto o livro são direcionados para profissionais interessados em se preparar para  o exame de certificação ISFS da Exin, utilizando as normas da ISO 27001 e 27002. Porém o livro também se tornou referência e adequado para todos os profissionais que almejam aprender sobre segurança da informação, já que o livro fornece um entendimento básico sobre os fundamentos de segurança em TI.

isfs

O que o leitor pode esperar encontrar no livro ?

O livro aborda a segurança da informação de uma forma abrangente, detalhando  uma série de conceitos sobre segurança, como confidencialidade, criptografia, controle de acesso, integridade de dados, riscos, ameaças(BOTNET, worms, trojans) e as possíveis contramedidas que devem ser utilizadas para proteção contra tais ameaças.

Quando o livro e do curso será lançado?

O lançamento do livro e do curso está previsto para o segundo semestre de 2017.

Alan Oliveira é Engenheiro, mestre em Engenharia Eletrônica na área de sistemas inteligentes. Atuou por 7 anos como oficial da marinha nas áreas de sistemas de armas e comunicações. Atualmente é professor na Marinha do Brasil, onde ministra as disciplinas de controle de sistemas, guerra eletrônica e sistemas de comunicação. Desenvolve em seu doutorado pesquisas voltadas para a segurança de sistemas de controle e automação.

Brasil Game Cup (BGC) anuncia Campeonato Retrô para sua primeira edição carioca

Primeiro título anunciado é Street Fighter II; público poderá se inscrever gratuitamente e disputar prêmios em campeonatos de jogos antigos

A Brasil Game Cup (BGC), competição nacional de esportes eletrônicos que será realizada entre 7 e 9 de abril no Rio de Janeiro, acaba de anunciar mais uma grande atração para sua primeira edição na cidade maravilhosa: campeonatos de games retrô, que serão abertos ao público do evento e colocarão em destaque diversos jogos e consoles que marcaram os fãs de videogame.

bgc2017

O primeiro campeonato revelado é o do clássico jogo de luta Street Fighter II, mas outros games serão anunciados em breve. As inscrições serão gratuitas e deverão ser feitas no local da competição. A BGC Rio contará também com a área Evolução do Videogame, exposição com mais de 150 consoles que representam cada uma das oito gerações dos videogames. Esta área já é conhecida pelo visitante da Brasil Game Show (BGS), maior feira de games da América Latina, organizadora da BGC.

Na BGC Rio de Janeiro ainda será possível acompanhar de perto as partidas da final do torneio de Counter Strike: Global Offensive (CS:GO) e visitar áreas como a Cosplay Zone – palco para concursos de cosplayers com premiações diárias –, a Área Indie – espaço dedicado aos desenvolvedores independentes e que terá 26 estandes de estúdios brasileiros –, o Indie Meeting – área exclusiva para apresentações e palestras dos indies participantes –, o Meet & Greet – onde fãs poderão pegar autógrafos e tirar fotos com alguns ídolos do universo dos games – e a loja oficial, com milhares de produtos licenciados da BGC e da BGS.

Para visitar a primeira edição da Brasil Game Cup Rio de Janeiro os visitantes devem adquirir suas entradas em www.brasilgamecup.com.br . Mais informações sobre ingressos e combos para o evento estão disponíveis também neste vídeo .

Sobre a Brasil Game Cup – Criada em 2014 pela BGS, a BGC é uma competição nacional de esportes eletrônicos, com classificatórias online e finais presenciais. Em 2017, já estão confirmadas a BGC Rio de Janeiro, de 7 a 9 de abril, e a BGC São Paulo, que será realizada dentro da Brasil Game Show.

Sobre a Brasil Game Show – Realizada pela primeira vez em 2009 na capital carioca como Rio Game Show, a BGS está a caminho de sua décima edição. Em 2017, a maior feira de games da América Latina e o segundo maior evento do setor no mundo em área utilizada será realizada de 11 a 15 de outubro, no Expo Center Norte, em São Paulo.

SegInfocast #46 – Automação na Análise de Dados para Big Data

SegInfocast #46 – Faça o download aqui. (28:07 min, 20,3 MB) 

Neste episódio, eu recebi novamente o especialista em Segurança da Informação Rodrigo “Sp0oKeR” Montoro da área de Pesquisa, Desenvolvimento e Inovação da Clavis para compartilhar a sua experiência em Análise de Dados para Big Data.

Big Data nos dias atuais

Rodrigo explica que Big Data é o resultado do imenso volume de dados gerados no dia a dia, seja através de compras online, mensagens em redes sociais ou até mesmo pequenos cliques na web, porém, o mais importante não é a quantidade de informações e sim como esses eventos são tratados. Isso vem se tornando um grande desafio para as empresas visto que a análise e triagem dos dados requer muito tempo e trabalho. Este cenário têm um papel fundamental na estratégia de segurança da informação das organizações. Para mais informações sobre segurança em Big Data conheça a solução Octopus tema do seginfocast #31.

Jornada de Geração de Evento

A jornada de geração de eventos se inicia pela definição da superfície de ataque, quais tipos de eventos serão captados e como isso será efetuado. O próximo passo está relacionado ao enriquecimento dos dados, isso se dá através da estruturação e agregação dos eventos. Em seguida temos a etapa em que o analista SOC dispara um script que define prioridades para alertas de eventos baseados em pesquisas básicas, regras de negócio e muito mais.

Se você quer saber mais detalhes sobre a solução SOC , visite o site da Clavis!

Onde entraria a automação ?

O processo de triagem de eventos pode ser uma tarefa extremamente prolongada e custosa para os analistas, pois com Big Data a geração de alertas tende a ser bastante numerosa, e é nesse momento que a automação pode nos beneficiar com agilidade, processos multitask, e eliminação de eventos de baixa relevância.

Qual o funcionamento de um bot nessa jornada ?

O bot atuará como um auxiliador do analista, uma das possibilidades de uso é operá-lo como um filtro extra, que irá retornar metadados para serem melhor aproveitados. Outra possibilidade é fazer com que o bot interaja com os usuários do sistema, para que desta forma possa resolver processos mais simples sem qualquer intervenção humana.

Kaspersky Lab anuncia a disponibilidade comercial do Kaspersky Operating system

O KasperskyOS é um sistema operacional especializado projetado para sistemas incorporados com requisitos rígidos de segurança virtual. Por design, o KasperskyOS reduz significativamente a possibilidade de funcionalidades não documentadas e, assim, atenua o risco de ataques virtuais. O KasperskyOS representa um empreendimento gigantesco, cuja criação pelos maiores talentos da Kaspersky Lab levou 15 anos, e já está disponível comercialmente para OEMs, ODMs, integradores de sistemas e desenvolvedores de software no mundo inteiro. As principais implementações do sistema operacional são feitas sob medida para empresas de telecomunicações e indústrias automotivas, e também para sistemas de infraestrutura básica. 

O KasperskyOS proprociona um ambiente seguro por design para os sistemas incorporados e dispositivos da IoT, que aumentam continuamente e são cada vez mais atacados. No mundo conectado moderno, em que dispositivos avançados da IoT são usados por consumidores, utilizados na infraestrutura básica e controlam muitos aspectos de nosso dia a dia, a demanda por um método de segurança sólido é maior do que nunca. Baseado em um novo microkernel desenvolvido internamente, ele utiliza princípios bem estabelecidos de desenvolvimento voltado à segurança, como os de kernel de separação, monitor de referência, vários níveis de segurança independentes e a arquitetura FLASK (Flux Advanced Security Kernel). O KasperskyOS foi projetado considerando setores específicos e, por isso, além de resolver problemas de segurança, também trata dos desafios organizacionais e de negócios relacionados ao desenvolvimento de aplicativos seguros para sistemas incorporados.

Eugene Kaspersky, presidente e CEO da Kaspersky Lab, declara: “Entendemos desde o início que a criação de nosso próprio sistema operacional seria um grande empreendimento, um projeto que exigiria muitos recursos por muitos anos até chegar a ser comercializado. Atualmente, observamos uma demanda clara pela segurança mais forte em sistemas de infraestrutura básica, de telecomunicações e no setor financeiro, além dos dispositivos da IoT para o consumidor e nas indústrias. No início, foi um investimento arriscado que nenhum outro fornecedor de segurança teve coragem de fazer. Porém, hoje, graças ao nosso empenho, temos um produto que oferece o nível máximo de imunidade contra ataques virtuais; um produto baseado em princípios que podem ser verificados de maneira independente”.

A flexibilidade da implementação
O KasperskyOS não é um sistema operacional de uso geral. Ele foi projetado para atender aos requisitos de dispositivos incorporados, sendo voltado a três setores principais: telecomunicações, automotivo e industrial. Além disso, a Kaspersky Lab também está desenvolvendo pacotes de implementação para o setor financeiro (segurança de terminais de PDV e PS de cliente fino), além de aprimorar especificamente a segurança de operações críticas para endpoints e sistemas Linux de uso geral. Três pacotes que implementam determinados recursos do KasperskyOS facilitam o processo.

O próprio KasperskyOS oferece segurança máxima, embora seus requisitos apresentem um desafio adicional ao processo de desenvolvimento do cliente. Ele pode ser usado como base para a criação de dispositivos, como roteadores de rede, câmeras IP ou controladores da IoT. E atende às necessidades do setor de telecomunicações, de aplicativos da infraestrutura básica e do desenvolvimento emergente da Internet das Coisas.

kasperskyos

Com custo pouco menor, o Kaspersky Secure Hypervisor possibilita a execução de aplicativos com controle rígido sobre o modo de comunicação entre eles. Ele atende às necessidades de empresas de telecomunicações, do setor automotivo, e também pode ser usado para fins de segurança geral, até a operação segura de endpoints.

O Kaspersky Security System proporciona segurança reforçada a sistemas operacionais convencionais, além de outros sistemas operacionais incorporados e em tempo real com sobrecarga de desenvolvimento mínima.

Andrey Nikishin, Chefe de desenvolvimento de negócios de tecnologias do futuro, diz: “100% de segurança é algo que não existe, mas o KasperskyOS garante os primeiros 99% a nossos clientes. Em termos técnicos, em um ambiente realmente complexo, não há chance de sucesso das tentativas de injetar um código em nosso sistema. O segredo é que, como as operações maliciosas não são documentadas pela política de segurança, sendo parte integral de qualquer aplicativo, sua carga jamais será executada. Portanto, o KasperskyOS é imune ao programa das ameaças virtuais típicas de hoje.”

Disponibilidade
O KasperskyOS está disponível para OEMs, ODMs, integradores de sistemas e desenvolvedores de software no mundo inteiro. Já foram realizados projetos bem-sucedidos com o integrador de sistemas da Rússia Kraftway (roteador de rede seguro), a SYSGO (segurança reforçada do sistema operacional em tempo real PikeOS com o Kaspersky Security System) e o integrador de sistemas europeu BE.services (incorporação da tecnologia do KasperskyOS em PLCs especializados). Por se tratar de um projeto exclusivo, adaptado para cada cliente, os preços do KasperskyOS variam de acordo com os requisitos envolvidos. Mais informações sobre o KasperskyOS, o Kaspersky Secure Hypervisor e o Kaspersky Security System, assim como as informações de contato para possíveis clientes, estão disponíveis neste site exclusivo.

Informações técnicas estão disponíveis neste artigo detalhado em Securelist.com.

Identificando a localização dos databases do Exchange via PowerShell

Olá pessoal,

Deixo uma dica rápida para quem administra servidores Exchange Server. Estive em um cliente com Exchange 2010 e não havia documentação a respeito da localização dos databases. Como identificar o path via Power Shell?

Execute o Exchange Management Shell e em seguida o comando abaixo.

Get-MailboxDatabase -Status | select edbfilepath

exchangepsdatabases2

Review Gemini – Elimine arquivos duplicados no seu Mac OS

Olá pessoal,

Eu venho indicando algumas ferramentas para manutenção e otimização de equipamentos com o Mac OS e gravei um vídeo sobre o excelente Gemini da MacPaw, que faz uma varredura no equipamento em busca de arquivos duplicados o que possibilita uma otimização no espaço em disco do seu equipamento.

Vejam abaixo:

Para maiores informações e download, cliquem aqui.

Feliz ano novo!

Meus amigos e amigas,

venho através de post primeiramente agradecer a todos vocês pelo apoio, por acompanharem meu blog e canais e prestigiarem meu trabalho.

Eu aproveito também para agradecer também à Altaro, Veeam, Turbonomic e a Nakivo (recém chegada e ainda não anunciada, mas em breve farei um post a respeito), que são as empresas que apoiam e patrocinam esse blog fazendo com que o trabalho siga em frente.

Não tenho dúvidas que em 2017 continuaremos juntos, compartilhando conhecimento e trocando experiências.

happynewyear

Eu desejo um ano novo de muita saúde e muitas realizações positivas para vocês e seus familiares.

Um forte abraço

Paulo Roberto Sant´anna Cardoso

 

Video – Acessando remotamente Mac OS através do Windows

Olá pessoal,

Já precisou realizar o acesso remoto a uma máquina com Mac OS a partir de uma outra que esteja com Windows? O procedimento é bem simples e rápido. Vejam abaixo no vídeo que eu gravei.