Microsoft Azure – Guia rápido

Olá pessoal,

O amigo Fábio Hara da Microsoft, compartilhou no Linkedin um Guia rápido do Microsoft Azure. Eu achei bem interessante e intuitivo por isso aproveito para compartilhar também aqui no blog.

Façam o download do Guia aqui.

Ativando Servidores com Windows Server 2019 via prompt de comando

Olá pessoal,

Vamos demonstrar neste post como realizar a ativação de um servidor com Windows Server 2019 via prompt de comando (cmd).

Primeiramente vamos aplicar a chave de produto no servidor, para isso abra o Prompt de comando como Administrador (elevado) e execute o comando abaixo, substituindo xxxxx-xxxx-xxxx-xxxx-xxxx pela sua chave de produto.

slmgr.vbs /ipk xxxxx-xxxx-xxxx-xxxx-xxxx

Deve ser exibida a mensagem “Chave do produto (Product Key) xxxxx-xxxx-xxxx-xxxx-xxxx instalada com êxito”

Agora com a chave instalada, vamos ativar o sistema utilizando o comando abaixo:

slmgr.vbs /ato

Caso seja exibida a mensagem “Produto ativado com êxito” a operação foi realizada com sucesso.

Para confirmar o status da ativação execute o comando:

slmgr.vbs /dlv

Será exibida a tela abaixo com as informações sobre o sistema e sua ativação. Veja em Status da Licença. Tem que estar como “Licenciado“. Se houver algo diferente o procedimento não funcionou.

Você também pode verificar o status do sistema acessando via Painel de Controle – Sistema e Segurança – Sistema. Vejam abaixo:

Até a próxima!

Veeam Backup & Replication – Adicionando um novo servidor VMware vCenter via linha de comando

Olá pessoal,

Para adicionar um novo vCenter server ao servidor do Veeam Backup & Replication via linha de comando, clique no Menu – Console – Powershell e execute o seguinte comando:

Add-VBRvCenter -Name “nome_do_servidor” -User “usuário” -Password “Senha” -Description “Descrição do servidor”

Novo vCenter Server adicionado ao inventário do Veeam Backup & Replication

Por padrão a porta utilizada para conexão do servidor Veeam Backup ao vCenter server é a 443, portanto se for necessária utilizar alguma outra porta que não esta, devemos utilizar o parâmetro -Port, definindo então essa porta específica, conforme exemplo abaixo:

Add-VBRvCenter -Name “nome_do_servidor” -User “usuário” -Password “Password” -Port 586 -Description “Descrição do servidor”

Até a próxima!

Amanhã – Live Veeam – Backup like a Boss: 10 years of backup tips & tricks jam-packed into 30mins

Olá pessoal,

Amanhã é o Dia Mundial do Backup e para comemorar esta data a Veeam Software vai realizar a live “Backup like a Boss: 10 years of backup tips & tricks jam-packed into 30mins” com Rick Vanover e ☁️ Didier Van Hoye ☁️ que compartilharão em 30 minutos as suas experiências com backup adquiridas ao longo dos últimos 10 anos. Imperdível! Cadastre-se em https://go.veeam.com/world-backup-day-2021 acesse a live em LinkedIn LIVE stream e concorra a prêmios.

Nos vemos na live! 

91 cenários de recuperação de dados com o Veeam Backup & Replication v11

Olá pessoal,

Vamos iniciar uma série de posts a respeito da v11 do Veeam Backup & Replication. Neste primeiro temos banner com 91, isso mesmo, 91 cenários de recuperação de dados que podem ser utilizados na v11 do VBR.

Até a próxima!

Amanhã! Evento de lançamento do Veeam Backup & Replication v11!

Atenção pessoal,

amanhã (24/02) teremos o evento virtual de lançamento da tão esperada v11 do Veeam Backup & Replication.

Não percam! Maiores detalhes e inscrições em https://go.veeam.com/v11

Nos vemos lá!

Ganhe uma camiseta gratuita da Veeam

Por ocasião do Microsoft Ignite que vai ocorrer de forma online entre os dias 2 e 4 de Março, a Veeam, parceira do evento, está disponibilizando uma camiseta como brinde e aqueles que se inscreverem também concorrerão a outros prêmios como um XBox Series X. Garanta a sua em https://www.veeam.com/microsoft-ignite-2021.html

Ambientes legados – Erro falta da api-ms-win-crt-runtime-l1-1-0.dll ao tentar instalar programas em PC com Windows 7

Olá pessoal,

mais uma dica para quem ainda possui computadores com Windows 7. Ao tentar realizar a instalação de algum programa é exibido o erro informando a falta da api-ms-win-crt-runtime-l1-1-0.dll, conforme a imagem abaixo:

Esse erro ocorre devido ao fato do PC não estar completamente atualizado, entao primeiro garanta que o Service Pack 1 do Windows 7 esteja instalado, faça um Windows Update completo no PC e se mesmo assim o erro persistir, baixe o seguinte pacote ao KB2999226, seguem os links abaixo:

KB2999226 para Windows 7 x86

KB2999226 para Windows 7 x64

Após isso, reinicie o PC e faça o teste novamente.

Até a próxima!

Diário de Uberlândia – Coluna Mundo Tech – Sites fraudulentos que simulam cadastro para vacina contra Covid-19 – 30/01/2021

Olá pessoal,

Na coluna Mundo Tech publicada no dia 30/01 no Jornal Diário de Uberlândia, eu escrevi sobre Sites fraudulentos que simulam cadastro para vacina contra Covid-19 com o intuito de obter dados pessoais. Vejam abaixo:

Até a próxima!

Ambientes legados – Erro Código 80072EFE no Windows Update em PC com Windows 7

Olá pessoal,

A Dica de hoje vai para quem ainda possui ambientes legados com máquinas com Windows 7 instalado. Ao tentar instalar as atualizações via Windows Update em um PC com Windows 7 Ultimate 64 Bits com Service Pack 1 estava ocorrendo o erro de Código 80072EFE Erro desconhecido no Windows Update. O PC ainda não possuía nenhuma atualização instalada.

A correção deste problema é bem simples basta instalar o pacote referente ao KB3138612, disponível no site Catálogo Microsoft Update. Faça o download do pacote correspondente à sua versão do Windows 7, instale e reinicie o PC. Após isso basta fazer o Windows Update que funcionará normalmente.

Link direto para download do KB3138612 – http://www.catalog.update.microsoft.com/Search.aspx?q=KB3138612

Até a próxima!

Feliz ano novo!

Olá pessoal,

Chegamos ao ultimo dia de 2020 e como sempre eu escrevo o tradicional post de encerramento das atividades.

Este foi um ano totalmente atípico, diferente, triste, devido às mortes provocadas pela pandemia do Covid-19 em todo o mundo (somente no Brasil mais de 200.000) e desafiador por toda a nova realidade que nos foi apresentada.

Falando sobre o blog, em 2020 foram publicados 55 posts, totalizando 9,261 palavras, com uma média de 168 palavras por post. Tivemos 102.011 visualizações e 79.315 visitantes. O post mais lido durante o ano foi o “Habilitando a execução de scripts PowerShell” com 16.037 visualizações.

Em 2020 eu fui novamente reconhecido pelo trabalho realizado junto à comunidade técnica sendo nomeado pela segunda vez para o programa VMware vExpert e pela primeira vez para o programa VMware Tanzu Vanguard. Eu aproveito para agradecer à empresa Veeam que além de reconhecer e me nomear pela quinta vez para o seu programa global de influenciadores, o Veeam Vanguard, também é parceira deste blog, patrocinando e apoiando a manutenção do mesmo.

Eu agradeço também a todos vocês que acompanham meu trabalho e espero que ano que vem possamos seguir juntos, compartilhando conhecimento, aprendendo, ensinando e como sempre buscando um aprimoramento pessoal e profissional.

Que em 2021 todos nós tenhamos mais serenidade e menos dificuldade em assimilar a gravidade dessa pandemia, pensando de uma de forma coletiva.

Então, um forte abraço, um feliz ano novo com muita saúde para você e seus familiares e nos vemos em 2021!

Paulo Roberto Sant’anna Cardoso
Twitter – @paulo_santanna
Instagram – @prsantanna
Linkedin – https://br.linkedin.com/in/paulosantanna
Consultoria – http://inventit.com.br/

Kaspersky Endpoint Security Cloud – Sincronismo manual do Endpoint Windows com a Cloud

Olá pessoal,

A dica de hoje vai para quem utiliza o Antivirus gerenciado Kaspersky Endpoint Security Cloud.

Ao alterar uma politica de segurança atribuida a um equipamento ou vários, você precisa esperar o ciclo de sincronismo com a Cloud para que essas novas configurações sejam aplicadas. Por sua vez, no Endpoint em uma estação de trabalho/servidor Windows, não existe a opção para “forçar um sincronismo” com a Cloud.

Mas é possível fazer isso através de linha de comando, para isso na estação de trabalho ou servidor Windows, execute o prompt de comando elevado (com privilégios de administrador) e faça os passos abaixo:

1 – Acesse o diretório do agente de rede (%ProgramFiles(x86)%\Kaspersky Lab\NetworkAgent)
2 – Execute o comando: klnagchk.exe -sendhb

Desta forma conseguimos manualmente sincronizar as políticas definidas na Console Cloud da Kaspersky com o Endpoint instalado em uma máquina Windows.

Até a próxima!

Instalação do Hyper-V no Windows Server 2016 via PowerShell

Olé pessoal,

para habilitar o Hyper-V em um servidor com Windows Server 201 via linha de comando, abra o PowerShell execute o comando abaixo:

Install-WindowsFeature -Name Hyper-V -ComputerName NOME_DO_SERVIDOR -IncludeManagementTools -Restart

Substitua “NOME_DO_SERVIDOR” pelo hostname do seu servidor.

Após a instalação da role Hyper-V, o servidor será reiniciado.

Para verificar se a instalação ocorreu com sucesso, você pode executar o comando abaixo e verificar todas as funções e recursos que estão instalados no seu servidor:

Get-WindowsFeature -ComputerName NOME_DO_SERVIDOR

Até a próxima!

Converter um servidor Window Server 2012 R2 Evaluation para Standard ou Datacenter

Olá pessoal,

neste final de semana eu precisei converter uma instalação do Windows Server 2012 R2 Evaluation em um servidor, ou seja, versão de testes (180 dias), para a versão Datacenter. O procedimento é bem simples e não pode ser realizado em servidores Domain Controllers. Neste caso, instale um novo servidor, sincronize o AD, transfira as FSMOs e despromova o servidor.
Considerando que você está utilizando uma conta com privilégios administrativos no servidor, execute os comandos abaixo com o prompt elevado:

Para converter de 2012 R2 Evaluation para Datacenter:
DISM /online /Set-Edition:ServerDatacenter /ProductKey:XXXXX-XXXXX-XXXXX-XXXXX-XXXXX /AcceptEula
Em /Set-Edition, determine qual a versão do Windows Server você possui licença válida (ServerStandard ou ServerDatacenter) em /ProductKey, substitua XXXXX-XXXXX-XXXXX-XXXXX-XXXXX pela sua licença válida. O procedimento vai exigir que o servidor seja reiniciado.

Após isso, para verificar se a conversão teve sucesso, execute o comando abaixo:
DISM /online /Get-CurrentEdition

Até a próxima!

PC com Windows 10 versão 2004 não acessa compartilhamento SMB2

Olá pessoal,

No mês passado eu publiquei este post, sobre uma falha no acesso a compartilhamentos e impressoras via protocolo SMB2 que ocorria em PCs com Windows 10 que sofreram atualização para a versão 1903.

Pois bem, este mesmo erro ocorre após a atualização para a versão 2004 e para que o acesso ao recurso compartilhado em questão siga em funcionamento, você deve realizar os passos citados no post que eu citei e também, por ocasião da versão 2004 do Windows 10, editar uma chave no registro do Windows para forçar que o acesso ao compartilhamento com a conta de convidado.

Para isso execute o Editor de Registro do Windows (regedit), navegue até:

[HKEY_LOCAL_MACHINE\SYSTEM\CurrentControlSet\Services\LanmanWorkstation\Parameters]

Altere o valor de “AllowInsecureGuestAuth” de 0 para 1, ficando dessa forma:
“AllowInsecureGuestAuth”=dword:1

Após isso o acesso ao compartilhamento baseado no SMB2 será normalizado.

Até a próxima!

Instalação do agente do Pulseway RMM no Ubuntu Linux

Olá pessoal,

Dessa vez vamos demonstrar o processo de instalação do o agente do RMM Pulseway no Ubuntu Linux, para isso devemos executar, como root, os comandos abaixo em um terminal ou conexão ssh:

Primeiro verifique em que plataforma o sistema operacional do servidor está instalado, se 32 ou 64 bits utilizando o comando:

uname -m

Feito isso agora vamos baixar o instalador do agente do Pulseway:

Se a arquitetura do sistema operacional em que o agente será instalado for 32 bits execute:

wget http://www.pulseway.com/download/pulseway_x86.deb

Se for 64 bits execute:

wget http://www.pulseway.com/download/pulseway_x64.deb

Após o download do pacote, vamos proceder com a instalação usando o comando, no exemplo abaixo considerando o agente para arquitetura 64 bits:

dpkg -i pulseway_x64.deb

Com o agente instalado, vamos registrar o sistema o que fará com que o arquivo config.xml, que contém todas as parametrizações do agente instalado, seja criado em /etc/pulseway para isso vamos executar comando:

pulseway-registration

Forneça as suas credenciais e configure o agente de acordo com as suas necessidades. No final desse processo você será questionado se o serviço do pulseway deve ser iniciado. Feito isso o assistente termina e você pode verificar o status do serviço executando:

systemctl status pulseway

Se precisar parar o serviço execute:

systemctl stop pulseway

Para iniciar o serviço:

systemctl start pulseway

Para reiniciar o serviço:

systemctl restart pulseway

Pronto, seu servidor com Ubuntu Linux já está sendo monitorado pelo Pulseway RMM. Caso seja necessária alguma configuração adicional no agente basta editar o arquivo /etc/pulseway/config.xml

Até a próxima!

Veeam Backup & Replication 10 – Gerenciamento de licença via CLI

Olá pessoal,

Podemos gerenciar a licença do Veeam Backup & Replication através de linha de comando. Para isso, no servidor onde o Veeam está instalado vamos abrir o PowerShell e executar os comandos abaixo.

Para instalar uma nova licença (no exemplo abaixo, vamos considerar que a licença está na pasta Documentos do usuário Administrador):

Install-VBRLicense -Path “C:\Users\Administrador\Documents\veeam_backup.lic”

Para verificar o status da licença instalada:

Get-VBRInstalledLicense

Para remover a licença instalada:

Uninstall-VBRLicense

Podemos realizar todas essas operações via Console do Veeam Backup, clicando no Menu – License

Até a próxima!

Instalação do agente do Pulseway RMM no Oracle Linux

Olá pessoal,

Para instalar o agente do RMM Pulseway no Oracle Linux devemos executar, como root, os comandos abaixo em um terminal ou conexão ssh:

Primeiro verifique em que plataforma o sistema operacional do servidor está instalado, se 32 ou 64 bits utilizando o comando:

uname -m

Feito isso agora vamos baixar o instalador do agente do Pulseway:

Se a arquitetura do sistema operacional em que o agente será instalado for 32 bits execute:

wget http://www.pulseway.com/download/pulseway_x86.deb

Se for 64 bits execute:

wget http://www.pulseway.com/download/pulseway_x64.deb

Após o download do pacote, vamos proceder com a instalação usando o comando, no exemplo abaixo considerando o agente para arquitetura 64 bits:

rpm -ihv pulseway_x64.rpm

Com o agente instalado, vamos registrar o sistema o que fará com que o arquivo config.xml, que contém todas as parametrizações do agente instalado, seja criado em /etc/pulseway para isso vamos executar comando:

pulseway-registration

Forneça as suas credenciais e configure o agente de acordo com as suas necessidades. No final desse processo você será questionado se o serviço do pulseway deve ser iniciado. Feito isso o assistente termina e você pode verificar o status do serviço executando:

service pulseway status

Se precisar parar o serviço execute:

service pulseway stop

Para iniciar o serviço:

service pulseway start

Para reiniciar o serviço:

service pulseway restart

Pronto, seu servidor com Oracle Linux já está sendo monitorado pelo Pulseway RMM. Caso seja necessária alguma configuração adicional no agente basta editar o arquivo /etc/pulseway/config.xml

Até a próxima!

Instalando Telnet Client no Linux CentOS 7

Olá pessoal,

hoje vai uma dica rápida e bastante útil para quem atua com suporte a servidores.

Tempos atrás eu precisei fazer um teste de conectividade de ip/porta a partir de um servidor com CentOS 7 porém o comando não estava disponível, provavelmente devido à instalação do sistema ter sido a mínima.

Para confirmar se o Telnet Client está instalado no servidor, podemos executar no terminal:

which telnet

Se realmente não estiver instalado vamos executar o comando abaixo para proceder com a instalação:

yum install telnet -y

Com esse processo realizado com sucesso podemos utilizar o Telnet Client no servidor em questão.

Até a próxima!

Windows 10 mais rápido – Desativando a execução de apps em segundo plano

Olá pessoal,

mais uma dica rápida, dessa vez para quem quer deixar seu PC/Notebook com Windows 10 com uma performance melhor. Para isso, vamos desativar a execução de aplicativos que vem nativamente no sistema e que por padrão são executados em segundo plano consumindo recursos da máquina.

Vou demonstrar como desabilitar de duas formas. Na primeira, clique no Menu Iniciar – Configurações e no campo de pesquisa digite “Aplicativos em segundo plano”

Para desativar a execução dos Aplicativos em segundo plano basta desligar a opção exibida na tela abaixo.

Aplicativos em Segundo Plano – Ativado
Aplicativos em Segundo Plano – Desativado

Também podemos desativar através de linha de comando, para isso abra o prompt como administrador e execute o comando abaixo:

Reg Add HKCU\Software\Microsoft\Windows\CurrentVersion\BackgroundAccessApplications /v GlobalUserDisabled /t REG_DWORD /d 1 /f

Talvez essa configuração não tenha uma eficácia perceptiva em computadores com hardware potentes. Mas nos computadores que possuem recursos limitados, desativar essa execução dos aplicativos em segundo plano com certeza fará uma boa diferença no que tange a performance, pois assim você abrirá os aplicativos quando necessário for sem que fiquem deixando sua máquina mais lenta.

Até a próxima!