Conferência Caos 2017 – UFRJ – 20/10

CAOS2017

No próximo dia 20 de Outubro a Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ), por iniciativa da Diretoria de Segurança da Informação (SegTIC), receberá a terceira edição da Conferência Anual Orientada à Segurança (CAOS), evento que busca fomentar debates e gerar uma conscientização junto a comunidade acadêmica e o público externo sobre Segurança da Informação.

O evento ocorrerá no campus Fundão da UFRJ, será gratuito e aberto ao público. Serão abordados os seguintes temas: criptografia e criptoanálise, defesa cibernética, crimes digitais, evolução da segurança da informação, privacidade, engenharia social, anonimato computacional, entre outros.

Para maiores informações, detalhamento sobre as palestras e palestrantes, além de inscrições para o evento, clique aqui.

Cobian Backup – Error 1053 ao tentar iniciar serviço Volume Shadow Copy Requester

Olá pessoal,

Durante a instalação do Cobian Backup 11 em um servidor com Windows Server 2012 R2 ocorreu um erro (Error 1053) na tentativa do setup de iniciar o serviço Cobian Backup 11 Volume Shadow Copy Requester.

Após o término do setup, acessei a MMC dos serviços do Windows (services.msc) e tentei iniciar o serviço manualmente sedo exibida a mensagem abaixo:

COBIAN_ERRO_1

Pois bem, o Cobian e seus serviços precisam que o .NET Framework 2.0 esteja instalado e habilitado no Windows. No Windows Server 2012 R2, o NET Framework 4.5 vem instalado por padrão, mas o 2.0 deve ser habilitado seguindo os passos abaixo:

  1. Abra o Server Manager, selecione Add roles and features e clique em Next
  2. Em Installation Type, mantenha a opção Role-based or feature-based installation e clique em Next
  3. Em Server Selection, clique em Next
  4. No canto esquerdo clique em Features, expanda a primeira opção .NET Framework 3.5 Features e selecione a opção .NET Framework 3.5 (includes .NET 2.0 and 3.0)
  5. Aguarde o processo de instalação e clique em Close.

COBIAN_ERRO_2

Se a instalação finalizar com sucesso, o serviço Cobian Backup 11 Volume Shadow Copy Requester vai iniciar sem problemas.

COBIAN_ERRO_3

Turbonomic – E-book gratuito – The Path to Hybrid Cloud

turbonomic-e-book-cloud

Olá pessoal,

Como vocês sabem eu sempre procuro trazer indicações de materiais de qualidade para capacitação dos amigos leitores. São materiais de qualidade, que eu utilizo para meus estudos e recomendo. Hoje venho indicar o e-book The Path to Hybrid Cloud, disponibilizado gratuitamente pela Turbonomic, parceira deste blog.

Este e-book podemos aprender sobre implementações de nuvens híbridas, com convergência, por exemplo, entre Azure e AWS, com segurança e controle. Vejam abaixo os tópicos que são cobertos neste e-book.

Uma breve história da nuvem híbrida
As diferentes ofertas de nuvem pública no mercado
Por que a adoção da nuvem pública está subindo rapidamente
Os desafios que acompanham a adoção de nuvem pública
O “o quê, quando e onde” para executar suas cargas de trabalho
Como a solução da Turbonomic pode ajudar a acelerar a adoção da nuvem com o Autonomic IT

Para download do e-book clique aqui

 

Altaro – E-book gratuito – 6 Common Hyper-V Configuration Mistakes to Avoid

AltaroebookHyperv2017

A Altaro, empresa parceria deste blog, disponibilizou o e-book gratuito “6 Common Hyper-V Configuration Mistakes to Avoid” escrito por Dave Kawula e Cristal Kawula, ambos meus colegas de programa MVP e Veeam Vanguard.

O e-book aborda os 6 principais erros de configuração em uma implementação de Hyper-V, que por se relativamente menos complexa acabam acontecendo em muitos casos.

Leitura indispensável para quem atua com Cloud, Virtualização e obviamente Hyper-V.

Para maiores informações e download clique aqui.

Mozilla lança a nova versão do Firefox iOS

Mozilla

Todo ano, setembro é marcado por ser um mês de grandes expectativas para a indústria de mobiles, e o mesmo acontece na Mozilla. No ultimo dia 21/09 foi lançado a nova versão do Firefox para o iOS ao lado de uma atualização para o popular Firefox Focus para Android, lançado em junho.

Confira o que há de novo aqui.

SegInfoCast #50 – Serviços de Proteção de Marcas

seginfocast-640x426

SegInfocast #50 – Faça o download aqui. (10:46 min, 7,42 MB)

Neste quinquagésimo e comemorativo episódio, eu recebi novamente Carlos Botelho, Gerente Técnico de Contas da MarkMonitor, para uma conversa bastante interessante a respeito dos Serviços de Proteção de marcas.

Carlos explicou que o Serviço de Proteção de marcas foi criado pela própria MarkMonitor no ano 2000, tornando-se líder mundial no que tange ao monitoramento do uso de marca de terceiros na Internet. O serviço atua na identificação de infrações e situações com determinada marca de uma empresa sendo utilizada indevidamente por outros como, por exemplo, em registro de domínios, logotipos utilizados no conteúdo de sites, páginas e anúncios falsos. entre outros exemplos.

Durante o podcast, Carlos apresentou cada módulo que compõe o Serviço de proteção de marcas. São eles:

  • Módulo Websites – Módulo criado para a monitoração do uso da marca em registro de domínios, em conteúdo de sites e logotipos sendo utilizados indevidamente.
  • Módulo MarketPlace – Responsável por realizar a monitoração de 98% dos sites de comércio eletrônico com mais tráfego no mundo e identificar anúncios de vendas de produtos falsificados e indevidos.
  • Módulo Social Media – Realiza o monitoramento das redes sociais como blogs, fóruns de discussão e as principais redes sociais do mundo no intuito de identificar páginas falsas e que estejam utilizando as marcas de forma indevida.
  • Módulo Paid Search – Módulo desenvolvido para monitoração de anúncios pagos nos buscadores que utilizam marcas de forma indevida e redirecionam tráfego para páginas falsas ou para um site competidor, por exemplo.
  • Módulo Mobile Apps – Realiza a monitoração as lojas de aplicações móveis para celulares e tablets em busca de apps que estejam utilizando indevidamente a marca ou que sejam falsas.

Ao final, Carlos explicou a respeito da implementação da solução, que é baseada em Software como Serviço (SaaS), não sendo necessária qualquer instalação no ambiente do cliente.

Clavis Segurança da Informação é parceira oficial da MarkMonitor e a principal representante no Brasil. Para saber mais sobre o serviço de proteção de marcas oferecido pela Clavis, clique aqui.

Carlos Botelho é Gerente Técnico de Contas da MarkMonitor, Inc., parte da Clarivate Analytics, baseado em Boise, estado de Idaho, nos Estados Unidos. Pelos últimos 7 anos, ele vem trabalhando na área de proteção de marcas, antifraude e gestão de domínios, além de já ter atuado como Analista de Proteção de Marcas, Gerente de Serviços de Anti-Fraude e Gerente de Serviços de Domínios. Carlos também é advogado desde o ano 2000 e possui mestrado em Direito (LL.M) obtido na Faculdade de Direito J. Reuben Clark da Brigham Young University, em Provo, estado de Utah, no Estados Unidos.

Kaspersky Lab: remetentes de spam usaram epidemia WannaCry para promover serviços fraudulentos no 2º trimestre

kasperskylabA Kaspersky Lab divulgou o relatório “Spam e Phishing no 2º trimestre de 2017”, que mostra que criminosos virtuais envolvidos na distribuição de spam tentaram explorar o receio geral causado pela epidemia do ransomware WannaCry usando e-mails de spam e phishing. Além disso, durante o trimestre, houve uma quantidade maior de e-mails em massa direcionados a redes corporativas e de cavalos de Troia maliciosos.

Segundo o relatório de spam e phishing do segundo trimestre elaborado pela Kaspersky Lab, estas foram as principais constatações:

• No segundo trimestre de 2017, o Brasil (18,09%) foi o país com maior percentual de usuários afetados por ataques de phishing. Outros países incluíram Venezuela (10,56%), Argentina (9,35 %) e Nova Zelândia (12,06%).
• O volume médio de spam no trimestre aumentou para 56,97%.
• Os países com maior ocorrência de spam incluíram Brasil, Rússia, França, Irã, e Países Baixos.
• O país mais visado por envios de e-mails maliciosos foi a Alemanha. Outros alvos populares incluíram Brasil, Itália, Vietnã, França e os EUA.
• O sistema antiphishing da Kaspersky Lab foi acionado 46.557.343 vezes nos computadores de usuários da Kaspersky Lab. A maior porcentagem de usuários afetados ocorreu no Brasil (18,09%).
• Ao todo, 8,26% usuários exclusivos dos produtos da Kaspersky Lab no mundo todo foram atacados por golpes de phishing.
• Assim como no 1º trimestre, os principais alvos de ataques de phishing continuaram os mesmos e foram, principalmente, do setor financeiro: bancos, serviços de pagamento e lojas virtuais.
• O volume das malas diretas maliciosas aumentou 17%, de acordo com o novo relatório da Kaspersky Lab.

O WannaCry no spam

O ataque de ransomware WannaCry afetou mais de 200.000 computadores no mundo inteiro, causando pânico geral, e os remetentes de spam aproveitaram a oportunidade de imediato. Pesquisadores detectaram uma grande quantidade de mensagens que ofereciam serviços como proteção contra os ataques do WannaCry, recuperação de dados, além de workshops e cursos de treinamento para os usuários. Os remetentes de spam também implementaram com êxito um esquema tradicional de ofertas fraudulentas para instalar atualizações de software nos computadores afetados. No entanto, os links redirecionavam os usuários para páginas de phishing, onde os dados pessoais das vítimas seriam roubados.
KASPERSKY_SPAM_2017.jpgFontes de spam por País no segundo trimestre de 2017

Read more of this post