Veeam Backup & Replication – Adicionando um novo servidor VMware vCenter via linha de comando

Olá pessoal,

Para adicionar um novo vCenter server ao servidor do Veeam Backup & Replication via linha de comando, clique no Menu – Console – Powershell e execute o seguinte comando:

Add-VBRvCenter -Name “nome_do_servidor” -User “usuário” -Password “Senha” -Description “Descrição do servidor”

Novo vCenter Server adicionado ao inventário do Veeam Backup & Replication

Por padrão a porta utilizada para conexão do servidor Veeam Backup ao vCenter server é a 443, portanto se for necessária utilizar alguma outra porta que não esta, devemos utilizar o parâmetro -Port, definindo então essa porta específica, conforme exemplo abaixo:

Add-VBRvCenter -Name “nome_do_servidor” -User “usuário” -Password “Password” -Port 586 -Description “Descrição do servidor”

Até a próxima!

Veeam Backup & Replication 10 – Gerenciamento de licença via CLI

Olá pessoal,

Podemos gerenciar a licença do Veeam Backup & Replication através de linha de comando. Para isso, no servidor onde o Veeam está instalado vamos abrir o PowerShell e executar os comandos abaixo.

Para instalar uma nova licença (no exemplo abaixo, vamos considerar que a licença está na pasta Documentos do usuário Administrador):

Install-VBRLicense -Path “C:\Users\Administrador\Documents\veeam_backup.lic”

Para verificar o status da licença instalada:

Get-VBRInstalledLicense

Para remover a licença instalada:

Uninstall-VBRLicense

Podemos realizar todas essas operações via Console do Veeam Backup, clicando no Menu – License

Até a próxima!

Instalação do agente do Pulseway RMM no Oracle Linux

Olá pessoal,

Para instalar o agente do RMM Pulseway no Oracle Linux devemos executar, como root, os comandos abaixo em um terminal ou conexão ssh:

Primeiro verifique em que plataforma o sistema operacional do servidor está instalado, se 32 ou 64 bits utilizando o comando:

uname -m

Feito isso agora vamos baixar o instalador do agente do Pulseway:

Se a arquitetura do sistema operacional em que o agente será instalado for 32 bits execute:

wget http://www.pulseway.com/download/pulseway_x86.deb

Se for 64 bits execute:

wget http://www.pulseway.com/download/pulseway_x64.deb

Após o download do pacote, vamos proceder com a instalação usando o comando, no exemplo abaixo considerando o agente para arquitetura 64 bits:

rpm -ihv pulseway_x64.rpm

Com o agente instalado, vamos registrar o sistema o que fará com que o arquivo config.xml, que contém todas as parametrizações do agente instalado, seja criado em /etc/pulseway para isso vamos executar comando:

pulseway-registration

Forneça as suas credenciais e configure o agente de acordo com as suas necessidades. No final desse processo você será questionado se o serviço do pulseway deve ser iniciado. Feito isso o assistente termina e você pode verificar o status do serviço executando:

service pulseway status

Se precisar parar o serviço execute:

service pulseway stop

Para iniciar o serviço:

service pulseway start

Para reiniciar o serviço:

service pulseway restart

Pronto, seu servidor com Oracle Linux já está sendo monitorado pelo Pulseway RMM. Caso seja necessária alguma configuração adicional no agente basta editar o arquivo /etc/pulseway/config.xml

Até a próxima!

VMWare ESXi – Deletando snapshots via PowerCli

Olá pessoal,

dica rápida para listar snapshots de máquinas virtuais em ambientes com Vmware ESXi e posteriormente deletar esses mesmos snapshots via PowerCli.

Em primeiro lugar, obviamente execute o PowerCli e com as devidas credenciais faça a conexão ao vCenter ou ao host ESXi em que faremos as operações. Em seguida execute os comandos abaixo:

Para listar os snapshots existentes:
get-vm | get-snapshot | format-list

Para deletar todo os snapshots: get-vm | get-snapshot | Remove-Snapshot -Confirm:$false

Dependendo do cenário pode ser interessante agendar uma tarefa para rodar esse comando para deletar todos os snapshots antes do backup ser executado.

Até a próxima!

Desativando definitivamente a assistente Cortana no Windows 10 via Registro

Olá pessoal,

A Cortana, assistente virtual inteligente, desenvolvida pela Microsoft, vem instalada por padrão no Windows 10. Com a Cortana é possível, por exemplo, realizar as tarefas abaixo:

  • Gerenciar seu calendário e manter sua agenda atualizada.
  • Participar de uma reunião no Microsoft Teams ou descobrir com quem será a sua próxima reunião.
  • Criar e gerenciar listas.
  • Configurar alarmes e lembretes.
  • Localizar dados, definições e informações.
  • Abrir aplicativos no computador.

Caso você opte por não utilizar a Cortana, podemos desabilitar a mesma, até mesmo para otimizar recursos do sistema. Segue abaixo o procedimento para desativar de forma definitiva a assistente via Registro do Windows.

Primeiro pressione Win+R no seu teclado. Em executar digite regedit e cliquem em OK.

Cortana01

Navegue até HKEY_LOCAL_MACHINE\SOFTWARE\Policies\Microsoft\Windows

Cortana02

Agora clique com o Botão direito em Windows, Novo e depois Chave. Coloque o nome Windows Search.

Clique com o Botão Direito em Windows Search, Novo e depois Valor DWORD (32 bits). Coloque o nome AllowCortana

Vamos desligar o Cortana clicando duas vezes em AllowCortana e definindo o valor para 0.

Cortana03

Reinicie o computador e a Cortana estará desativada. Para reativar, basta mudar o valor de AllowCortana para 1 ou simplesmente apagar a chave Windows Search criada neste procedimento.

Essa dica pode ser útil tanto para os que não querem utilizar este recurso bem como aqueles que possuem equipamentos com recursos de hardware limitados e precisam de mais performance.

Até a próxima!

Identificando o tipo de disco no Windows e no Mac via linha de comando

Olá pessoal,

você já recebeu um equipamento para manutenção e precisa saber se o disco instalado na máquina é um HD convencional ou SSD? Sim, existem diversas ferramentas gráficas que podem fazer esse tipo de consulta, mas como obter essa informação via linha de comando sem a necessidade de instalar qualquer programa de terceiros?

Vou demonstrar como fazer no Windows e no macOS.

No Windows:

Abra o Powershell e execute o comando Get-PhysicalDisk

WINDOWS_SSD_POWERSHELL_3

Para o obter as informações de forma mais resumida, execute Get-PhysicalDisk | Select FriendlyName, MediaType

WINDOWS_SSD_POWERSHELL_4

No macOS:

Abra o Terminal e execute o comando diskutil info disk0 (considerando que tem apenas um disco em seu Mac. Se houverem mais basta mudar a numeração, 1, 2 e assim por diante.

MAC_SSD_TERMINAL_2

Até a próxima!

Conectando em um banco de dados Firebird via Linha de comando usando ISQL

Olá pessoal,

fui acionado por um cliente hoje devido ao sistema da empresa dele estar inoperante. Ambiente totalmente legado com servidor Windows Server 2008 R2, sistema antigo, com arquitetura ultrapassada, desenvolvido em Delphi com banco de dados Firebird 2.5. Sistema e banco armazenados no mesmo servidor.

Eu precisava acessar o banco para verificar a existência de uma tabela específica. Então como proceder?

Simples, utilizando o ISQL, ferramenta baseada em linha de comandos, que vem nativamente com a instalação padrão do Firebird.

Execute o ISQL em “C:\Program Files (x86)\Firebird\Firebird_2_5\bin\isql.exe” -z

Para conectar ao banco utilize a sintaxe abaixo:

CONNECT  ‘Caminho_da_base’ user ‘USUÁRIO’ password ‘SENHA’;

Então vejam o comando abaixo como exemplo:

CONNECT ‘D:\dados\Corporativo\SISTEMA\Database\SISTEMA.GDB’ user ‘SYSDBA’ password ‘masterkey’;

Se as informações estiverem corretas, a conexão ao banco será realizada conforme a tela abaixo. Na última linha, em Database, será exibido o caminho do banco cuja conexão foi realizada.  A partir daí você pode executar as tarefas necessárias na base de dados.

ISQL_FIREBIRD

Até a próxima!

Veeam Backup and Replication – Removendo servidor host da infra de Backup via PowerShell

Olá pessoal,

Seguindo a série de posts sobre gerenciamento do Veeam Backup and Replication via Linha de comando, hoje vou demonstrar como remover um servidor host da infraestrutura de backup utilizando cmdlet PowerShell.

Então primeiramente vamos executar o Veeam PowerShell clicando no Menu – Console – PowerShell conforme a imagem abaixo:

VEEAM_POWERSHELL

Com o shell aberto, execute o comando abaixo para remover o servidor host, seja VMWare ou Hyper-V da sua infraestrutura.

Get-VBRServer -Name IP_DO_SERVIDOR | Remove-VBRServer

Será solicitada uma confirmação, clique em s e o servidor será removido.

VeeamPSRemoveServer

Até a próxima!

Veeam Backup and Replication – Cancelando jobs em execução via PowerShell

Olá pessoal,

VeeamLogoBrancoSeguindo a série de posts sobre gerenciamento do Veeam Backup and Replication via PowerShell, hoje vou demonstrar como cancelar jobs em execução utilizando linha de comando.

Antes de mais nada vale citar que se optarmos por cancelar um job em modo gráfico temos como utilizar a opção para interromper imediatamente o job ou a opção em modo “gracefully”, ou seja, o Veeam Backup cria um ponto de restauração da VM cujo backup está sendo processado e finaliza o job. Via linha de comando isso não é possível. O cmdlet PowerShell interrompe o job imediatamente. Dito isso, mãos à obra:

Com o Veeam Backup and Replication aberto, execute o Veeam PowerShell clicando no Menu – Console – PowerShell conforme a imagem abaixo:

VEEAM_POWERSHELL

Com o Veeam Backup and Replication PowerShell Toolkit aberto, execute o seguinte comando para cancelar um job específico:

Get-VBRJob -Name “NOME_DO_JOB” | Stop-VBRJob

Neste caso o job “NOME_DO_JOB” será finalizado imediatamente.

Até a próxima!

Veeam Backup & Replication – Deletando backups via PowerShell

VeeamLogoBrancoOlá pessoal,

Hoje vou demonstrar como deletar jobs e backups no Veeam Backup and Replication via Powershell.

Primeiro vamos executar o Veeam PowerShell clicando no Menu – Console – PowerShell conforme a imagem abaixo:

VEEAM_POWERSHELL

Primeiramente vamos listar todos os jobs de backup criados neste servidor, para isso execute:

Get-VBRBackup

Após identificar os jobs, para deletar algum específico execute:

Get-VBRJob -Name “NOME_DO_JOB” | Remove-VBRJob

Neste caso o job será completamente deletado e caso necessário deverá ser reconfigurado novamente.

Para deletar o conteúdo de um backup sem remover o job:

Get-VBRBackup -Name “NOME_DO_JOB” | Remove-VBRBackup -FromDisk

Assim será deletado apenas o backup feito, mantendo o job configurado.

Até a próxima!

Office 365 – Listando as contas de e-mail com redirecionamento ativado via PowerShell

WindowsPowerShellOlá pessoal,

Um cliente que utiliza Office 365 me solicitou a lista de conta de e-mails do domínio da empresa com redirecionamento ativado, então eu aproveito e compartilho com vocês os cmdlets Powershell que eu utilizei para realizar esta consulta.

Salvem o código abaixo em um arquivo *.ps1 (ex: O365Redirect.ps1) e executem no PowerShell. Lembrando que será necessário ter credenciais de administrador no Office 365 para fazer esta consulta.

Set-ExecutionPolicy RemoteSigned

$UserCredential = Get-Credential

$Session = New-PSSession -ConfigurationName Microsoft.Exchange -ConnectionUri https://outlook.office365.com/powershell-liveid/ -Credential $UserCredential -Authentication Basic -AllowRedirection

Import-PSSession $Session

Get-Mailbox | select UserPrincipalName,ForwardingSmtpAddress,DeliverToMailboxAndForward

Caso você opte por pesquisar apenas uma conta de e-mail específica substitua a ultima linha acima por esta abaixo:

Get-Mailbox -identity “user@dominio.com.br” | select UserPrincipalName,ForwardingSmtpAddress,DeliverToMailboxAndForward

Até a próxima!

PowerShell – Identificando os servidores Controladores de domínio utilizados pelo Exchange Server

WindowsPowerShellOlá pessoal,

Durante uma migração de Active Directory em um cliente, foi necessário verificar e garantir que o servidor Exchange Server estava pesquisando e utilizando os servidores Controladores de domínio e Global Catalog corretos para autenticação.

Para obter essa informação via PowerShell vamos executar o comando abaixo:

Get-ExchangeServer -Identity “servidor” -status | fl

Substitua “servidor” pelo nome do seu servidor Exchange Server nas versões 2007, 2010, 2013 ou 2016.

Até a próxima!

Listando os softwares instalados via PowerShell

WindowsPowerShellOlá pessoal,

Um cliente me solicitou uma forma de obter a listagem de softwares instalados em um servidor remoto via script. Existem diversas formas de fazer isso utilizando PowerShell. Eu compartilho abaixo 3 opções de comando que atendem a esta demanda que me foi apresentada.

wmic product get name,version

wmic

Get-WmiObject -Class Win32_Product | Select-Object -Property Name

getwmiobject

gwmi Win32_Product

gwmi

Até a próxima!

Office 365 – Obtendo o tamanho das caixas de correio via PowerShell

WindowsPowerShellOlá pessoal,

Fui acionado por um cliente devido a uma conta de e-mail estar cheia, com a cota limite atingida. Aproveitei e executei os cmdlets Powershell que eu compartilho abaixo para obtenção do tamanho das caixas de correio criadas neste ambiente de Office365.

Salvem o código em um arquivo *.ps1 (ex: O365Cotas.ps1) e executem no PowerShell.

Set-ExecutionPolicy RemoteSigned

$UserCredential = Get-Credential

$Session = New-PSSession -ConfigurationName Microsoft.Exchange -ConnectionUri https://outlook.office365.com/powershell-liveid/ -Credential $UserCredential -Authentication Basic -AllowRedirection

Import-PSSession $Session

get-mailbox | get-mailboxstatistics | ft displayname, totalitemsize

Até a próxima!

Exchange Server – Alguns comandos PowerShell para gerência dos databases

Olá pessoal,

WindowsPowerShellHoje eu compartilho com vocês alguns comandos PowerShell bastante úteis para gerencia e suporte em ambientes com Exchange Server na rede.

Para obter informações sobre cada mailbox existente em todos os databases em um servidor Exchange, execute:

Get-MailboxStatistics

Para saber a quantidade exata de mailboxes criadas no Exchange Server execute, substituindo SERVIDOR, pelo nome do seu servidor:

Get-Mailbox -Server SERVIDOR | Measure-Object

Para identificar a quantidade de maiboxes criadas em cada database existente no Exchange, execute:

Get-Mailbox | Group-Object -Property:Database | Select-Object Name,Count | Sort-Object Name | Format-Table -Aut

Até a próxima!

Live Migration de máquina virtual no Hyper-V via PowerShell

WindowsPowerShellOlá pessoal,

Devido a necessidade de um cliente eu precisei automatizar o processo de Live Migration de máquinas virtuais baseadas no Hyper-V/Windows Server. Para isso utilizei os comandos PowerShell abaixo:

Primeiro devemos importar o módulo do Failover Cluster no equipamento onde os comandos serão executados:

Import-Module FailoverClusters

Após isso, para realizar o Live Migration de uma VM utilize:

Get-Cluster “Nome_do_Cluster” | Move-ClusterVirtualMachineRole -Name “Nome_da_máquina_virtual” -Node “Nome_do_nó_do Cluster”

Vejam o exemplo: Get-Cluster SRVCLUS01 | Move-ClusterVirtualMachineRole -Name SRV01 -Node SRVHV01

Será exibida uma barra de status do processo no prompt do PowerShell. Aguarde todo o processo e verifique no nó de destino se o processo ocorreu com sucesso e a máquina virtual está ok.

Até a próxima!

Veeam Backup and Replication – Listando os restore points das VMs via PowerShell

Olá pessoal,

VeeamLogoBrancoQuando um job de backup é criado no Veeam Backup and Replication, por padrão a política de retenção vem definida com 14 restore points, ou pontos de restauração.

Se trata de um ponto de atenção pois dependendo da política de retenção e do tamanho dos repositórios pode ser necessário alterar este valor.

Consideremos que o ambiente não tenha sido configurado por você e será nacessário identificar os restore points existentes no seu ambiente de backup, para isso utilize o cmdlet abaixo:

PS C:\PS> Get-VBRRestorePoint

Para listar os restores points de um job específico de backup de forma mais detalhada execute:

PS C:\> Get-VBRBackup -Name “NOME_DO_JOB_DE_BACKUP” | Get-VBRRestorePoint

Windows 10 – Alterando o perfil de rede de pública para privado via PowerShell

Olá pessoal,

um cliente estava tendo problemas de conectividade entre um notebook com Windows 10 e um computador com Windows 7. Verifiquei o notebook e a conexão de rede estava definida como pública conforme imagem abaixo:

W10ProfileRede01

Para alterar para rede privada, abra o Power Shell como administrador (elevado) e execute o comando Get-NetConnectionProfile para exibir as características da conexão e obter o valor do parâmetro InterfaceIndex, no caso desta interface de rede o valor é 16 conforme imagem a seguir. Notem também que o parâmetro NetworkCategory está definido como Public.

W10ProfileRede02

Para definir a conexão como privada digite o comando abaixo, considerando o parâmetro InterfaceIndex 16, da conexão em questão, execute o comando:

Set-NetConnectionProfile -InterfaceIndex 16 -NetworkCategory Private

Em seguida execute novamente Get-NetConnectionProfile e verifique o parâmetro NetworkCategory agora como Private.

W10ProfileRede03

Verificando a distribuição e versão do Linux via ssh

Olá pessoal,

Passei pela seguinte situação que compartilho com vocês. Acessei um servidor Linux remotamente via ssh e precisava saber a distribuição e versão (release) para poder realizar uma instalação correta de um agente.

Para obter o versionamento digite no shell:

cat /etc/*-release

Vejam abaixo o detalhamento do sistema operacional instalado neste servidor remoto:

Linux_Version

Espero ter ajudado! Bom trabalho para todos!

Hyper-V – PowerShell para obtenção de informações dos Volumes CSV

Olá pessoal,

WindowsPowerShellHoje eu deixo para vocês um script bastante útil que eu sempre utilizo para obter informações a respeito dos Volumes CSV (Cluster Shared Volume) apresentados aos clusters Hyper-V dos meus clientes e para enriquecer a documentação dos mesmos.

Com esse script você vai ter dados como Nome do CSV, Path, Tamanho, Espaço Livre, Espaço Ocupado e Porcentagem de espaço Livre. Vejam abaixo:

HyperVCsv

Copie o código abaixo, salve com a extensão *.ps1 (Exemplo: HyperV_CSVs.ps1) e executem em seus clientes.

Import-Module FailoverClusters

$objs = @()

$csvs = Get-ClusterSharedVolume
foreach ( $csv in $csvs )
{
$csvinfos = $csv | select -Property Name -ExpandProperty SharedVolumeInfo
foreach ( $csvinfo in $csvinfos )
{
$obj = New-Object PSObject -Property @{
Name = $csv.Name
Path = $csvinfo.FriendlyVolumeName
Size = $csvinfo.Partition.Size
FreeSpace = $csvinfo.Partition.FreeSpace
UsedSpace = $csvinfo.Partition.UsedSpace
PercentFree = $csvinfo.Partition.PercentFree
}
$objs += $obj
}
}

$objs | ft -auto Name,Path,@{ Label = “Size(GB)” ; Expression = { “{0:N2}” -f ($_.Size/1024/1024/1024) } },@{ Label = “FreeSpace(GB)” ; Expression = { “{0:N2}” -f ($_.FreeSpace/1024/1024/1024) } },@{ Label = “UsedSpace(GB)” ; Expression = { “{0:N2}” -f ($_.UsedSpace/1024/1024/1024) } },@{ Label = “PercentFree” ; Expression = { “{0:N2}” -f ($_.PercentFree) } }

Até a próxima!