PC com Windows 10 versão 2004 não acessa compartilhamento SMB2

Olá pessoal,

No mês passado eu publiquei este post, sobre uma falha no acesso a compartilhamentos e impressoras via protocolo SMB2 que ocorria em PCs com Windows 10 que sofreram atualização para a versão 1903.

Pois bem, este mesmo erro ocorre após a atualização para a versão 2004 e para que o acesso ao recurso compartilhado em questão siga em funcionamento, você deve realizar os passos citados no post que eu citei e também, por ocasião da versão 2004 do Windows 10, editar uma chave no registro do Windows para forçar que o acesso ao compartilhamento com a conta de convidado.

Para isso execute o Editor de Registro do Windows (regedit), navegue até:

[HKEY_LOCAL_MACHINE\SYSTEM\CurrentControlSet\Services\LanmanWorkstation\Parameters]

Altere o valor de “AllowInsecureGuestAuth” de 0 para 1, ficando dessa forma:
“AllowInsecureGuestAuth”=dword:1

Após isso o acesso ao compartilhamento baseado no SMB2 será normalizado.

Até a próxima!

Instalação do agente do Pulseway RMM no Ubuntu Linux

Olá pessoal,

Dessa vez vamos demonstrar o processo de instalação do o agente do RMM Pulseway no Ubuntu Linux, para isso devemos executar, como root, os comandos abaixo em um terminal ou conexão ssh:

Primeiro verifique em que plataforma o sistema operacional do servidor está instalado, se 32 ou 64 bits utilizando o comando:

uname -m

Feito isso agora vamos baixar o instalador do agente do Pulseway:

Se a arquitetura do sistema operacional em que o agente será instalado for 32 bits execute:

wget http://www.pulseway.com/download/pulseway_x86.deb

Se for 64 bits execute:

wget http://www.pulseway.com/download/pulseway_x64.deb

Após o download do pacote, vamos proceder com a instalação usando o comando, no exemplo abaixo considerando o agente para arquitetura 64 bits:

dpkg -i pulseway_x64.deb

Com o agente instalado, vamos registrar o sistema o que fará com que o arquivo config.xml, que contém todas as parametrizações do agente instalado, seja criado em /etc/pulseway para isso vamos executar comando:

pulseway-registration

Forneça as suas credenciais e configure o agente de acordo com as suas necessidades. No final desse processo você será questionado se o serviço do pulseway deve ser iniciado. Feito isso o assistente termina e você pode verificar o status do serviço executando:

systemctl status pulseway

Se precisar parar o serviço execute:

systemctl stop pulseway

Para iniciar o serviço:

systemctl start pulseway

Para reiniciar o serviço:

systemctl restart pulseway

Pronto, seu servidor com Ubuntu Linux já está sendo monitorado pelo Pulseway RMM. Caso seja necessária alguma configuração adicional no agente basta editar o arquivo /etc/pulseway/config.xml

Até a próxima!

Veeam Backup & Replication 10 – Gerenciamento de licença via CLI

Olá pessoal,

Podemos gerenciar a licença do Veeam Backup & Replication através de linha de comando. Para isso, no servidor onde o Veeam está instalado vamos abrir o PowerShell e executar os comandos abaixo.

Para instalar uma nova licença (no exemplo abaixo, vamos considerar que a licença está na pasta Documentos do usuário Administrador):

Install-VBRLicense -Path “C:\Users\Administrador\Documents\veeam_backup.lic”

Para verificar o status da licença instalada:

Get-VBRInstalledLicense

Para remover a licença instalada:

Uninstall-VBRLicense

Podemos realizar todas essas operações via Console do Veeam Backup, clicando no Menu – License

Até a próxima!

Instalação do agente do Pulseway RMM no Oracle Linux

Olá pessoal,

Para instalar o agente do RMM Pulseway no Oracle Linux devemos executar, como root, os comandos abaixo em um terminal ou conexão ssh:

Primeiro verifique em que plataforma o sistema operacional do servidor está instalado, se 32 ou 64 bits utilizando o comando:

uname -m

Feito isso agora vamos baixar o instalador do agente do Pulseway:

Se a arquitetura do sistema operacional em que o agente será instalado for 32 bits execute:

wget http://www.pulseway.com/download/pulseway_x86.deb

Se for 64 bits execute:

wget http://www.pulseway.com/download/pulseway_x64.deb

Após o download do pacote, vamos proceder com a instalação usando o comando, no exemplo abaixo considerando o agente para arquitetura 64 bits:

rpm -ihv pulseway_x64.rpm

Com o agente instalado, vamos registrar o sistema o que fará com que o arquivo config.xml, que contém todas as parametrizações do agente instalado, seja criado em /etc/pulseway para isso vamos executar comando:

pulseway-registration

Forneça as suas credenciais e configure o agente de acordo com as suas necessidades. No final desse processo você será questionado se o serviço do pulseway deve ser iniciado. Feito isso o assistente termina e você pode verificar o status do serviço executando:

service pulseway status

Se precisar parar o serviço execute:

service pulseway stop

Para iniciar o serviço:

service pulseway start

Para reiniciar o serviço:

service pulseway restart

Pronto, seu servidor com Oracle Linux já está sendo monitorado pelo Pulseway RMM. Caso seja necessária alguma configuração adicional no agente basta editar o arquivo /etc/pulseway/config.xml

Até a próxima!

Instalando Telnet Client no Linux CentOS 7

Olá pessoal,

hoje vai uma dica rápida e bastante útil para quem atua com suporte a servidores.

Tempos atrás eu precisei fazer um teste de conectividade de ip/porta a partir de um servidor com CentOS 7 porém o comando não estava disponível, provavelmente devido à instalação do sistema ter sido a mínima.

Para confirmar se o Telnet Client está instalado no servidor, podemos executar no terminal:

which telnet

Se realmente não estiver instalado vamos executar o comando abaixo para proceder com a instalação:

yum install telnet -y

Com esse processo realizado com sucesso podemos utilizar o Telnet Client no servidor em questão.

Até a próxima!

Windows 10 mais rápido – Desativando a execução de apps em segundo plano

Olá pessoal,

mais uma dica rápida, dessa vez para quem quer deixar seu PC/Notebook com Windows 10 com uma performance melhor. Para isso, vamos desativar a execução de aplicativos que vem nativamente no sistema e que por padrão são executados em segundo plano consumindo recursos da máquina.

Vou demonstrar como desabilitar de duas formas. Na primeira, clique no Menu Iniciar – Configurações e no campo de pesquisa digite “Aplicativos em segundo plano”

Para desativar a execução dos Aplicativos em segundo plano basta desligar a opção exibida na tela abaixo.

Aplicativos em Segundo Plano – Ativado
Aplicativos em Segundo Plano – Desativado

Também podemos desativar através de linha de comando, para isso abra o prompt como administrador e execute o comando abaixo:

Reg Add HKCU\Software\Microsoft\Windows\CurrentVersion\BackgroundAccessApplications /v GlobalUserDisabled /t REG_DWORD /d 1 /f

Talvez essa configuração não tenha uma eficácia perceptiva em computadores com hardware potentes. Mas nos computadores que possuem recursos limitados, desativar essa execução dos aplicativos em segundo plano com certeza fará uma boa diferença no que tange a performance, pois assim você abrirá os aplicativos quando necessário for sem que fiquem deixando sua máquina mais lenta.

Até a próxima!