Instalação do VMware vCenter 6.7.0 para Windows

Olá pessoal,

Por uma necessidade de um cliente (pouco espaço em disco), eu precisei instalar o vCenter para Windows ao invés do Appliance Linux então eu aproveitei e capturei as telas para compartilhar aqui no blog com vocês. Sim, uma instalação do vCenter em um servidor Windows ocupa menos espaço no Datastore que o Appliance Linux. A versão do vCenter instalada foi a 6.7.0 em um Windows Server 2016 e o download deve ser feito no portal My VMware. Antes de instalar verifiquem os requisitos para instalação do vCenter para Windows aqui.

O procedimento é bem simples. Acompanhem abaixo:

Na tela inicial clique em Install.

vCenter1

Clique em novamente em Next.

vCenter2

Aceite o contrato e em seguida em Next.

vCenter3

Escolha o tipo de cenário em que você vai montar o seu vCenter. Em cenários simples opte pela primeira opção (Embedded Deployment). Em cenários mais complexos, em ambientes grandes com opte pela segunda opção fazendo uma segmentação dos elementos que compõem a infraestrutura de um vCenter. Após essa definição, clique em Next.

vCenter4

Em System Network Name, defina o nome do servidor e clique em Next. Ex: SRV-VCENTER.

vCenter5

Em vCenter Single Sign-On Configuration, defina o nome do domínio, a senha do usuário administrator do vCenter e o nome do Site, após isso clique em Next.

vCenter6

Em vCenter Server Service Account, defina a conta será utilizada para execução da instância do vCenter que está sendo instalada. Pode ser a conta local de sistema (primeira opção), ou uma conta de serviço previamente criada (segunda opção)  e normalmente utilizada em cenários maiores, após isso clique em Next.

vCenter7

Em Database Settings, defina qual banco de dados será utilizado para a base do vCenter, se um banco local (VMware Postgres) que será instalado ou um outro banco externo criado previamente. Em cenários pequenos a primeira opção é a mais adequada. Após isso, clique em Next.

vCenter8

Em Configure Ports, se não houver alguma necessidade utilização de alguma porta especifica mantenha conforme o padrão e clique em Next.

vCenter9

Em Destination Directory, defina o local de instalação do vCenter no servidor Windows ou mantenha o padrão, em seguida Next.

vCenter10

Em Customer Experience Improvement Program, defina se quer enviar informações a respeito do seu ambiente para a VMware a fim de colaborar com a constante melhoria dos produtos. Após isso clique em Next.

vCenter11

Em Ready to install, confira se as definições estão corretas e em seguida clique em Install.

vCenter12

Aguarde o progresso da instalação.

vCenter13

Se tudo correr bem a tela abaixo será exibida. Clicando em Launch vSphere Web Client será aberta a interface web via navegador para gerência do servidor vCenter que acabou de ser instalado.

vCenter14

Você também pode acessar via https://ip_do_servidor_vcenter

Até a próxima!

Live com Giovanni Mantelli (Plattano Technologies) sobre licenciamento VMWare e Veeam

Olá pessoal,

Hoje eu conversei com o amigo Giovanni Mantelli, Diretor Executivo e Proprietário na Plattano Technologies sobre licenciamento VMWare e Veeam, um assunto que gera bastante dúvidas entre os profissionais de TI e clientes.

Assistam abaixo:

 

PowerCli – Executando rescan nos hosts em busca de novos volumes

vmwarepowercliOlá pessoal,

semana passada tive um incidente em um cliente onde o host VMWare ESXi 6 perdeu seus discos por um problema no equipamento. Após o sistema operacional do Host estar novamente operacional foi necessário fazer um rescan dos volumes VMFS existentes nos discos plugados a este equipamento. Sabemos que é possível fazer pelo modo gráfico via vSphere Client, vejam abaixo.

RescanVMFS1

Porém podemos fazer também via PowerCli (linha de comando) e eu compartilho abaixo:

Para fazer o rescan de volumes VMFS em todos os hosts de um cluster:

Get-VMHost | Get-VMHostStorage -RescanVmfs

Para fazer o rescan de volumes VMFS em um host específico, abaixo um exemplo de ip, substitua pelo ip do seu servidor:

Get-VMHostStorage -VMHost 10.14.10.161 -RescanVmfs

Utilizei as opções acima pois os discos eram SATA internos. Mas para fazer o rescan em volumes apresentados via fibra pulgadas em placas HBA utilizem o comando adicionando (-RescanAllHba)

Get-VMHost | Get-VMHostStorage -RescanAllHba

Até a próxima!

Identificando a versão do VMware Tools das VMs via VMware PowerCLI

Olá pessoal,

vmwarepowercliO VMware Tools é um pacote que contém drivers e utilitários destinado a aprimorar a performance do sistema operacional convidado que está sendo executado em uma máquina virtual em um ambiente com VMware ESXi. Não ter o VMware tools instalado ou ter uma versão antiga pode ser a causa de gargalos de desempenho em máquinas virtuais, portanto é muito importante que este pacote esteja instalado em todas as VMs e de preferência na última versão.

Essa necessidade ocorre bastante quando o analista ou consultor está assumindo um ambiente sem documentação prévia.

Podemos automatizar a verificação da versão do VMware tools em todas as suas máquinas virtuais através do PowerCLI (Caso não conheça, saiba mais sobre aqui). Para isso execute o comando abaixo:

Get-VM | Select Name, Version

Caso você queira identificar a versão do VMware Tools filtrando por Datacenter execute:

Get-Datacenter “nome_do_datacenter” | Get-VM | Select Name, Version, ToolsVersion, ToolsVersionStatus

Caso opte por filtrar por Cluster execute:

Get-Cluster “nome_do_cluster” | Get-VM | Select Name, Version, ToolsVersion, ToolsVersionStatus

Um forte abraço e até a próxima!

VMWare ESXi 6.0 – Placa de rede em VM Linux renomeada de eth0 para eth1 após troca de host

Olá pessoal,

um cliente com ambiente de virtualização baseado no VMware ESXi 6.0 passou por um incidente em um dos seus hosts e precisou reapresentar uma máquina virtual ao Inventário, desta vez associando esta vm a outro host.

Pois bem, o sistema operacional (Oracle Linux Server 6.9) da máquina virtual iniciou normalmente porém sem conectividade no ip destinado a este servidor. Acessei o servidor e verifiquei que a interface que anteriormente era “eth0” , passou a ser “eth1” e estava funcionando porém com outro endereço ip, atribuído via DHCP.

Sigam os passos abaixo para corrigir este problema e retornar com a interface original “eth0”:

Verifique via comando ifconfig no terminal o Mac Address da nova interface criada (eth1).

Faça uma cópia de segurança do arquivo de configuração da placa eth0 (/etc/sysconfig/networking-scripts/ifcfg-eth0) e em seguida edite o arquivo substituindo o Mac Address pelo exibido na interface eth1 no passo anterior, executando os comandos:

  • # cd /etc/sysconfig/networking-scripts                                                                             
  • # cp ifcfg-eth0 /root/                                                                                                               
  • # vi /etc/sysconfig/networking-scripts/ifcfg-eth0 (Editem a linha HWADDR no arquivo)                                                                                                                       

Faça uma cópia do arquivo 70-persistent-net.rules, em seguida delete o original e depois reinicie o servidor, utilizando os comandos abaixo:

  • # cd /etc/udev/rules.d
  • # cp 70-persistent-net.rules /root/
  • # rm 70-persistent-net.rules
  • # reboot

Após o reboot o servidor estará novamente com a interface de rede “eth0” com as configurações originais (com exceção do Mac Address), ativa e com conectividade.

Novo parceiro do blog, Vembu!

Olá pessoal,

Vembu_LogoCom bastante alegria eu venho anunciar a Vembu Technologies como um novo parceiro deste blog. Para quem não conhece, a Vembu é a fornecedora de um portfólio de  soluções de proteção de dados através de softwares e serviços em nuvem para pequenas e médias empresas há mais de uma década com um foco e uma visão de tornar os serviços de software e nuvem muito acessíveis para as centenas de milhares de pequenas e médias empresas em todo o mundo.

A principal oferta da Vembu é o conjunto de produtos BDR destinados a backup local e externo na nuvem e recuperação de desastres em diversos ambientes de TI, incluindo físicos, virtuais, aplicativos e endpoints.

Em breve publicarei uma série de artigos a respeito das soluções da Vembu, tanto as gratuitas quanto as licenciadas.

Conheça mais sobre as soluções através da nossa página de parceiro e do vídeo abaixo:

 

2° Encontro do VMUG Minas Gerais

VMUG_MG

Olá pessoal,

Com grande alegria venho anunciar o 2° Encontro do VMUG MG, que vai ocorrer no dia 20 deste mês no auditório do SENAC em Belo Horizonte/MG. O primeiro encontro foi um sucesso e contamos com a sua participação neste.

Com a minha mudança para Uberlândia/MG eu agora passo a fazer parte do VMUG Minas Gerais. Infelizmente neste eu não estarei presente presencialmente mas estou apoiando o evento. Em breve iniciaremos a organização para a realização de um encontro também no Triângulo Mineiro. Aguardem!

Vejam abaixo a agenda para o evento:

19:00 – Abertura
19:15 – VMUG / VMworld
19:30 – Infraestrutura Hyper Convergente (HCI) – VALSPE
20:15 – Coffee Break
20:45 – Automação de infraestrutura de TI na UNIMED
21:30 – Hiperdisponibilidade como protagonista do negócio – VEEAM
22:00 – Sorteio Brindes
22:05 – Encerramento

Para maiores informações e inscrições acessem aqui.

Entrevista da semana (JAN 04/04): Luciano Patrão (Alemanha)

Olá pessoal,

LucianoPatrao.pngna entrevista desta semana eu conversei com Luciano Patrão, um português proveniente, como ele mesmo diz, de uma linda cidade do sul chamada Setúbal e assim como eu, gosta muito de futebol, sendo torcedor do Vitoria de Setúbal. Depois de trabalhar anos por diversos países como freelancer. Atualmente é Technical Lead na ELITS – Ericsson na Alemanha, onde mora e trabalha há 6 anos na Alemanha. Além disso mantém o blog http://www.provirtualzone.com/ 

Eu conheci o Luciano pois ele faz parte do programa vExpert e o convidei a compartilhar conosco um pouco da sua carreira e sua trajetória.

1 – Como surgiu o seu interesse por computadores e como você começou na área de TI?

Bem faço o que gosto desde que me lembro. Comecei muito cedo com um Spectrum 16+, depois um 48+ e finalmente um Commodore Amiga onde comecei a fazer alguma programação.

A partir dai foi ate ter o meu primeiro emprego na area de TI quando tinha 20 anos.

2 – Fale um pouco sobre o seu trabalho e projetos atuais.

Sou chefe de equipe de 5 técnicos numa empresa mundial de telecomunicações e responsável pelo 5G.

O meu trabalho é gerir as Infraestruturas Virtuais no nosso test lab na área do R&D. Sou responsável pelo design e implementação das infraestruturas que vão suportar os novos projetos de testes na empresa. A área de Storage e Backups também estão sobre a minha responsabilidade.

3 – Você possui alguma certificação na área de TI? Qual são as suas especialidades?

Tenho a minha velha MCP, VCP e certificações básicas na Veeam (VMSTP, VMSP).

Depois de muito adiamentos, irei finalmente no próximo mês tentar a minha certificação VMCE e atualizar o VCP para VCP6.5-DCV.

Sou igualmente vExpert nos últimos 2 anos.

4 – Qual a importância para você do trabalho junto à comunidade técnica?

Penso que é importante o nosso trabalho de bloggers e participar nas comunidades da tua area. Partilhando conhecimentos. Aprendendo com outros e ensinando outros.

5 – Qual a sua opinião a respeito dos programas de influenciadores que os grandes fabricantes mantêm? Você participa de quais?

Devemos ouvir as opiniões, o que existe no mercado. Se possível testar os produtos e ai ter uma opinião formada. Na minha opinião não gosto muito de trends e seguir modas.

Eventos o tempo também não é muito mas tento acompanhar todos os que consigo.

Visto que a empresa patrocina muito pouco os custos das viagens a esses eventos, tenho eu de os suportar pessoalmente, ou quando sou convidado.

No ultimo ano tive no como convidado no VeeamON no US, no VeeamON UK e no Nutanix .NEXT.

Tento sempre acompanhar os que são da minha área (Virtualização, Storage e Virtual Backups and Disaster Recover).

6 – Sabemos que a área de TI é bastante dinâmica. Como você faz para manter-se atualizado? Quais revistas, livros, sites ou blogs você recomenda? 

Revistas já vai algum tempo que não compro nenhuma. Principalmente aqui na Alemanha onde quase tudo é em alemão. Quando vivia em Portugal comprava algumas. Gosto mais de livros e tento sempre comprar os da minha área e que são recomendados pela comunidade. Por exemplo, não gosto de ler PDF, prefiro ter o livro.

Os blogs que frequento? Bem sou leitor de diversos, alguns pelo seu conteúdo e outros por conhecer os seus donos e receber sempre as seus artigos.

A maioria encontra-se na lista do http://thevpad.com/ (best virtualization blogs).

7 – Conte os equipamentos que você possui e utiliza no seu trabalho. Você possui um Home Lab?

No trabalho com centenas de servidores, milhares de maquinas virtuais é difícil de enumerar tudo o que temos. Visto que é um R&D e onde são feitos muitos testes. Mas a maior parte são servidores HPE, Storage maioritariamente NetApp mas também EMC e alguns vBlocks.

A maior parte da Virtual Infraestructura é VMware, tambem temos alguns Hyper-v (uns 10 servidores).

Os backups da infraestrutura virtual são efetuados com a ferramenta Veeam.

O meu home lab são alguns DLs G6/G7 e a minha Storage uma Starwind com 16Tb onde tento fazer todos os meus testes e troubleshooting. Onde igualmente testo produtos para depois poder escrever artigos sobre os mesmos.

LucianoPatrao_Lab

8 – Qual o seu sistema preferido? Windows, Linux ou Mac OS?

Visto que o meu backgroud é Windows e onde fui administrador de sistemas durante diversos anos antes de ter começado a trabalhar na área da Virtualização, sempre preferi o Windows (apesar de todas as suas falhas). Mas não sou grande fã do Hyper-V.

9 – Você é um entusiasta de games? Se sim, costuma jogar em quais plataformas? 

Sempre fui um gamer. Ultimamente com filhos, trabalho e o blog etc., sobra muito pouco tempo para jogar. Ultimamente jogo apenas PES na minha PS4 para destressar. Mas nos meus tempos fui um jogador muito ativo na comunidade Medal of Honor e Battlefield.

Fui também durante uns anos um jogador viciado num online game TribalWars. Onde pertenci a uma grande comunidade de língua Portuguesa (onde a maioria eram brasileiros). Ainda hoje nos jogadores antigos, o jogador JailBreak ainda ‘e recordado 😉

Fiz grande amizades nessa comunidade que ainda hoje preservo.

10 – Por fim, nos passe seus canais de comunicação na internet e como os leitores podem entrar em contato com você (Blog, Twitter, Linkedin, Facebook, site…)

Meu blog: http://www.provirtualzone.com/

Facebook: https://www.facebook.com/provirtualzone/
Twitter: https://twitter.com/Luciano_PT

Lindekin: https://www.linkedin.com/in/lucianopatrao/

Veeam disponibiliza Study Guide gratuito para o exame VMware VCP6-DCV Study Guide

A Veeam disponibilizou um e-book gratuito sobre o exame VMware VCP6-DCV. Vejam maiores informações a respeito abaixo no vídeo que eu gravei.

Papo de MVP #5

Olá pessoal,

Na última sexta-feira (07/07), eu recebi na minha empresa a visita do MVP Alexandro Prado,  meu amigo e parceiro de trabalho há mais de 10 anos e aproveitamos para gravar mais uma edição do Papo de MVP. Falamos sobre a nossa nomeação por mais um ano no programa MVP da Microsoft  e anunciamos a criação do primeiro grupo oficial de usuários VMware do Rio de Janeiro, o VMUG-RJ e também sobre a futura criação do primeiro grupo oficial de usuários Veeam, não só do Rio bem como do Brasil. Em breve eu farei posts específicos sobre esses assuntos. Aguardem! Por enquanto assistam e comentem esse divertido encontro no quinto episódio da série Papo de MVP.

Até a próxima!