Definindo servidor de licenças de Área de Trabalho Remota (RDS) no Windows Server 2016 via editor de política

Olá pessoal,

Passei um período com uma carga muito grande de trabalho e fiquei praticamente sem tempo algum para fazer publicações aqui no blog,  porém agora estou de volta com as atividades, posts, vídeos e tudo mais!

Hoje vou ensinar com definir um servidor de licença e o tipo em um servidor com o papel de Área de Trabalho Remota (RDS) ativado no Windows Server 2016 através de política de grupo.

No servidor com o RDS execute o editor de política de grupos através de comando:

gpedit.msc

Com o editor aberto, navegue por:

Configuração do Computador \ Modelos Administrativos \ Componentes do Windows \ Serviços de Área de Trabalho Remota \ Host de Sessão da Área de Trabalho Remota \ Licenciamento

Serão exibidas as opções abaixo:

RDS1

Ative as opções:

Em Usar os servidores de licença da Área de Trabalho Remota especificados, devem ser definido o servidor de licença, por nome ou endereço ip:

RDS2

Caso não queira que mensagens sobre problemas de licenciamento não sejam exibidas para o usuário de sessão remota, ative essa opção.

RDS3

Em Definir o modo de licenciamento da área de trabalho remota, defina se o licenciamento do serviço de área de trabalho remota será Por Dispositivo ou Por Usuário.

RDS4

Um forte abraço e até a próxima!

PowerShell – Identificando os servidores Controladores de domínio utilizados pelo Exchange Server

WindowsPowerShellOlá pessoal,

Durante uma migração de Active Directory em um cliente, foi necessário verificar e garantir que o servidor Exchange Server estava pesquisando e utilizando os servidores Controladores de domínio e Global Catalog corretos para autenticação.

Para obter essa informação via PowerShell vamos executar o comando abaixo:

Get-ExchangeServer -Identity “servidor” -status | fl

Substitua “servidor” pelo nome do seu servidor Exchange Server nas versões 2007, 2010, 2013 ou 2016.

Até a próxima!

Veeam On 2019 – 20 a 22 de Maio

VeeamON2019

Olá pessoal,

Falta pouco mais de 1 mês para o Veeam On 2019, que ocorrerá em Miami (Esados Unidos) de 20 a 22 de Maio. O Veeam On é a conferencia anual da Veeam sobre gerenciamento de dados em Cloud.

Eu tive a oportunidade de comparecer em duas edições, em 2016 eu participei de uma edição regionalizada do evento, chamada Veeam Forum, em Londres (Inglaterra), como parte da imersão da semana de imersão do programa Veeam Vanguard. O fórum tem uma característica diferente, sendo realizado em apenas 1 dias em várias cidades do mundo, com sessões grandes e anúncios importantes.

Em 2017 novamente eu tive a oportunidade de comparecer do Veeam On, desta vez do evento anual realizado naquele ano em New Orleans (Estados Unidos) e aí pude experimentar um evento fantástico, onde além do treinamento para a certificação VMCE, eu pude participar de diversas sessões, em formato Deep Dive, demonstrações técnicas com especialistas do mercado e da própria Veeam, além das sessões gerais que foram simplesmente incríveis.

VVNomz-2018-Fig-2

Eu já tive oportunidade de participar de eventos grandes de TI, mas como o Veeam On ainda não vi igual, também pelo networking e a possibilidade de poder interagir não somente com os funcionários da Veeam, bem como profissionais de diversos outros players do mercado que estão presente como expositores e patrocinadores, por isso eu recomendo a todos os profissionais que participem caso tenham a oportunidade.

A edição deste ano contará com profissionais de destaque sendo globalmente reconhecidos como Ratmir Timashev, Anton Gostev e Rick Vanover. Vejam aqui a lista de todos os palestrantes do Veeam On 2019.

VeeamGlobalLeaders

Serão mais de 50 sessões que apresentará trilhas de abordagem de temas que são tendência no mercado em todo o mundo, com palestras técnicas e painéis de discussão imperdíveis. Vejam aqui a lista com todas as sessões.

Além disso você terá a possibilidade de participar de treinamentos oficiais da Veeam, preparatórios para certificação e com incríveis 50% de desconto. A boa notícia é que além do desconto, quem participar do treinamento ganha um voucher para realizar a prova de certificação VMCE. Para maiores informações sobre os treinamentos realizados no Veeam On 2019 acessem aqui.

Para os que ainda não se registraram, não percam tempo, faltam somente 35 dias, portanto acessem https://www.veeam.com/veeamon/register

Eu desejo um bom evento a todos que irão e espero que possamos nos encontrar, conversar bastante nos intervalos e momentos de interação, trocar bastante experiência e informações.

Um forte abraço!

Mudando o hostname de um servidor Red Hat ou Oracle Linux

Olá pessoal,

TerminalLinuxPara definir ou redefinir o nome da máquina (hostname) em um servidor com as  distribuições Red Hat ou Oracle Linux acesse o terminal e utilizando um editor como vi ou nano, abra o arquivo /etc/sysconfig/network

Edite a entrada HOSTNAME=”nome_do_servidor” 

Após isso, salve o arquivo e reinicie o servidor e valide o acesso com o novo nome.

Dica útil para os iniciantes no mundo Linux.

VMWare ESXi 6.0 – Placa de rede em VM Linux renomeada de eth0 para eth1 após troca de host

Olá pessoal,

um cliente com ambiente de virtualização baseado no VMware ESXi 6.0 passou por um incidente em um dos seus hosts e precisou reapresentar uma máquina virtual ao Inventário, desta vez associando esta vm a outro host.

Pois bem, o sistema operacional (Oracle Linux Server 6.9) da máquina virtual iniciou normalmente porém sem conectividade no ip destinado a este servidor. Acessei o servidor e verifiquei que a interface que anteriormente era “eth0” , passou a ser “eth1” e estava funcionando porém com outro endereço ip, atribuído via DHCP.

Sigam os passos abaixo para corrigir este problema e retornar com a interface original “eth0”:

Verifique via comando ifconfig no terminal o Mac Address da nova interface criada (eth1).

Faça uma cópia de segurança do arquivo de configuração da placa eth0 (/etc/sysconfig/networking-scripts/ifcfg-eth0) e em seguida edite o arquivo substituindo o Mac Address pelo exibido na interface eth1 no passo anterior, executando os comandos:

  • # cd /etc/sysconfig/networking-scripts                                                                             
  • # cp ifcfg-eth0 /root/                                                                                                               
  • # vi /etc/sysconfig/networking-scripts/ifcfg-eth0 (Editem a linha HWADDR no arquivo)                                                                                                                       

Faça uma cópia do arquivo 70-persistent-net.rules, em seguida delete o original e depois reinicie o servidor, utilizando os comandos abaixo:

  • # cd /etc/udev/rules.d
  • # cp 70-persistent-net.rules /root/
  • # rm 70-persistent-net.rules
  • # reboot

Após o reboot o servidor estará novamente com a interface de rede “eth0” com as configurações originais (com exceção do Mac Address), ativa e com conectividade.

Verificando a distribuição e versão do Linux via ssh

Olá pessoal,

Passei pela seguinte situação que compartilho com vocês. Acessei um servidor Linux remotamente via ssh e precisava saber a distribuição e versão (release) para poder realizar uma instalação correta de um agente.

Para obter o versionamento digite no shell:

cat /etc/*-release

Vejam abaixo o detalhamento do sistema operacional instalado neste servidor remoto:

Linux_Version

Espero ter ajudado! Bom trabalho para todos!

Fim do suporte da Microsoft ao Windows Server 2008 e SQL Server 2008

Olá pessoal,

Eu compartilho com vocês um vídeo que gravei a respeito do fim do suporte da Microsoft aos produtos SQL Server 2008/SQL Server 2008 R2 (09 de julho de 2019) e Windows Server 2008/2008 R2 (14 de Janeiro de 2020).

Assistam o vídeo e iniciem o planejamento para migração desses ambientes.

 

Substituindo Certificados no Exchange Server 2007

Olá pessoal,

Em tempos de computação em Cloud, serviços Online e em nuvem ainda existe aqui no Brasil uma enormidade de ambientes legados em empresas que pelas mais diversas razões não atualizaram os seus ambientes. De acordo com este cenário vejo inúmeras possibilidades e oportunidades de negócio para prestadores de serviços e consultores tanto para manter esses ambientes legados quanto para planejar uma atualização/migração de ambientes como esses. Em breve eu vou gravar um vídeo sobre este assunto.

WindowsPowerShellPois bem, recebi uma demanda de um cliente com serviços de e-mail baseados no Exchange Server 2007 e que precisava trocar um certificado expirado. Não vou abordar aqui o processo de geração do certificado, pois o mesmo já estava, mas sim o processo de importação no Exchange e no IIS.

Abra o Exchange Management Shell e execute o comando abaixo para importar o certificado:

Import-ExchangeCertificate -Path c:\certnew.cer

* certnew.cer é o nome do certificado gerado.

Para habilitar o certificado, execute:

Enable-ExchangeCertificate -Thumbprint <Thumbprint> -Services IIS
Copie o Thumbprint (Ctrl + C) para a memória e execute o comando abaixo para habilitar o certificado tanto no Exchange quanto no IIS (OWA):
Exch2007_Certificados_1
Para verificar se a importação ocorreu com sucesso execute:
Get-ExchangeCertificate |fl
Até a próxima!

Papo de MVP #5

Olá pessoal,

Na última sexta-feira (07/07), eu recebi na minha empresa a visita do MVP Alexandro Prado,  meu amigo e parceiro de trabalho há mais de 10 anos e aproveitamos para gravar mais uma edição do Papo de MVP. Falamos sobre a nossa nomeação por mais um ano no programa MVP da Microsoft  e anunciamos a criação do primeiro grupo oficial de usuários VMware do Rio de Janeiro, o VMUG-RJ e também sobre a futura criação do primeiro grupo oficial de usuários Veeam, não só do Rio bem como do Brasil. Em breve eu farei posts específicos sobre esses assuntos. Aguardem! Por enquanto assistam e comentem esse divertido encontro no quinto episódio da série Papo de MVP.

Até a próxima!

Dell EMC anuncia portfólio de soluções inovadoras para transformação do data center

  • Novos recursos permitem aos clientes modernizar, automatizar e transformar os ambientes de TI
  • As inovações tecnológicas englobam Storage All Flash, Storage Definido por Software, infraestrutura hiperconvergente, nuvem híbrida e proteção de dados
  • Com soluções, serviços e modelos de consumo complementares, os clientes Dell EMC têm acesso ao melhor da tecnologia empresarial

A Dell EMC, fornecedora que reúne a oferta mais abrangente e inovadora de soluções corporativas de TI da indústria, anunciou durante o Dell EMC World – evento global da empresa, realizado em Las Vegas (Estados Unidos) entre 8 e 11 de maio – um conjunto de soluções inovadoras para os data centers modernos, voltadas a ajudar os clientes a alcançarem seus objetivos de transformação digital.

DELLEMC

A transformação digital mudará a forma como as empresas de todos os setores são criadas e operadas, além da forma como interagem com os clientes. Os números de aplicativos, de usuários e os volumes de dados sem precedentes vão simplesmente romper a infraestrutura tradicional. Para ter sucesso nesse novo mundo digital, as empresas precisarão de uma transformação da TI. Os lançamentos anunciados hoje pela Dell EMC ajudam os clientes nesse caminho, com uma TI que usa uma arquitetura moderna como base para a nuvem híbrida.

“A megatendência da Transformação Digital vai ficar cada vez mais intensa, aumentando a necessidade de começar a jornada de transformação da TI o mais rápido possível”, explica David Goulden, Presidente da Dell EMC. “A Dell EMC é o parceiro ideal para ajudar os clientes a dar o primeiro passo. A criação da Dell EMC acelerou rapidamente a nossa habilidade de desenvolver e oferecer tecnologias que sustentem a próxima onda de inovação e progresso para os nossos clientes”, completa.

 

Novo portfólio de soluções Dell EMC

Prévia do novo portfólio de servidores PowerEdge 14a geração: a Dell EMC apresentou uma prévia de seu portfólio mais inovador de servidores PowerEdge, que vai ajudar os clientes a impulsionar a transformação da TI. A 14a geração do portfólio de servidores PowerEdge Dell EMC forma uma plataforma de computação segura e dimensionável que é a base ideal para iniciativas de nuvem, lógica analítica e Data Center definido por Software.  

Infraestrutura hiperconvergente: a Dell EMC anunciou que está eliminando as barreiras para a adoção da infraestrutura convergente (HCI) com várias novidades no portfólio, incluindo appliances Dell EMC VxRail, sistemas VxRack e série XC, e novos modelos de consumo flexíveis, com o objetivo de simplificar ainda mais a aquisição, a implementação e o gerenciamento de TI.

Armazenamento totalmente flash: atualização do VMAX, principal plataforma Dell EMC para armazenamento corporativo e também da próxima geração de array totalmente flash XtremIO. A empresa também anunciou a próxima geração do Dell EMC Unity, o melhor array totalmente flash midrange da categoria, e o novo SC5020, o melhor array híbrido midrange da categoria, além dos arrays de NAS scale-out Isilon.

Proteção de dados: O Dell EMC Integrated Data Protection Appliance (IDPA), um appliance específico, pré-integrado e pronto para usar. Ele combina armazenamento de proteção, software, pesquisa e lógica analítica, e oferece proteção de dados em um amplo ecossistema de aplicativos e plataformas, além de oferecer classificação em nuvem nativa para a retenção a longo prazo. Além disso, a Dell EMC anunciou novos recursos para seu portfólio de proteção de dados em nuvem, que permitirão que os clientes protejam e façam backup de dados de forma simples e efetiva em qualquer lugar, a qualquer momento.  

Redes definidas por software: novos recursos de sistemas de rede abertas da Dell EMC para ajudar os clientes a transformar suas operações de TI, reduzir custos de TI, alcançar retorno sobre investimento com maior agilidade e oferecer novos recursos digitais. Para manter a competitividade nos dias de hoje, é necessário passar por uma transformação digital. O primeiro passo lógico no processo é a transformação da TI para modernizar o datacenter, automatizar a produção e mudar os modelos operacionais. As arquiteturas de rede flexíveis são essenciais para permitir que as organizações respondam rapidamente aos requisitos dinâmicos dos negócios ou dos clientes com menos interrupções e custos menores.