Fábrica da Dell em Hortolândia comemora 10 anos com a marca de 12 milhões de equipamentos produzidos

A unidade de Hortolândia atende todo o território nacional e foi pioneira no uso de Internet das Coisas para aperfeiçoar o processo de controle de qualidade na fabricação de equipamentos

DeelTechnologiesA Dell Technologies – família única de negócios que fornece a infraestrutura essencial para as organizações construírem o futuro digital e transformarem a TI – comemora os dez anos de sua fábrica localizada em Hortolândia (SP), com a conquista da marca de 12 milhões de equipamentos produzidos. Na planta, que atende todo o território nacional, são fabricados: computadores (desktops, notebooks, all-in-ones, workstations e equipamentos 2 em 1), servidores e soluções de armazenamento (storage).

A Dell foi uma das primeiras fabricantes de computadores a investir em fabricação nacional. Em 1999, a empresa inaugurou uma unidade fabril na sede da companhia, em Eldorado do Sul (RS), e quase oito anos depois, em 2007, migrou toda a operação para a cidade de Hortolândia, onde hoje produz PCs, servidores e soluções de armazenamento para atender usuários domésticos e empresas de todo o território nacional.

“Atingir a marca de 12 milhões de equipamentos produzidos no país reforça o compromisso da Dell com o mercado brasileiro, que é um dos principais mercados para a companhia no mundo”, afirma Claudionor Silva, Diretor Executivo de Operações da Dell Brasil. “Hoje, a produção da nossa fábrica consegue atender a todo o mercado interno. Graças à produção local em Hortolândia, temos agilidade e flexibilidade para atender o mercado nacional, o que representa uma importante vantagem competitiva”, completa. Read more of this post

Dell EMC oferece nova plataforma de cloud para Microsoft Azure Stack

 

  • A solução oferece um caminho rápido e simples para o uso da nuvem híbrida com o Microsoft Azure
  • Estudo da IDC, encomendado pela Dell EMC, mostra que 79,7% das grandes organizações contam com uma estratégia de nuvem híbrida, e 51,4% já usam tanto a nuvem pública quanto a nuvem privada

DELLEMCA Dell EMC – fornecedora que reúne a oferta mais abrangente e inovadora de soluções corporativas de TI da indústria – anuncia uma nova plataforma de nuvem híbrida pronta para usar e que oferece um caminho rápido e simples para implementação e manutenção de ambientes baseados em Microsoft Azure Stack.

A nova plataforma, Dell EMC Cloud para Microsoft Azure Stack, ajuda a padronizar os ambientes no ecossistema do Microsoft Azure para acelerar a transformação digital com entrega de serviços automatizados de TI para aplicações tradicionais e em cloud. Como resultado, as empresas podem garantir um melhor engajamento com os clientes, reduzindo o tempo de entrega de novos serviços e liberando recursos para trabalhar em áreas mais estratégicas para o negócio.

“Com a digitalização dos negócios, enxergamos a cloud híbrida como um caminho natural para as empresas. E, ao oferecermos uma plataforma que facilita a implementação desses ambientes, aceleramos o caminho para as organizações, com otimização de recursos, controle de custos e entregas mais rápidas e com melhores resultados”, afirma Fabio Gordon, Executivo de Vendas Plataformas Convergentes da Dell EMC.

A nova Dell EMC Cloud para Microsoft Azure Stack combina as soluções líderes da Dell EMC para infraestrutura em cloud, incluindo os servidores PowerEdge a os equipamentos de rede Dell EMC Networking, com a plataforma da Microsoft.

Read more of this post

Dell EMC anuncia portfólio de soluções inovadoras para transformação do data center

  • Novos recursos permitem aos clientes modernizar, automatizar e transformar os ambientes de TI
  • As inovações tecnológicas englobam Storage All Flash, Storage Definido por Software, infraestrutura hiperconvergente, nuvem híbrida e proteção de dados
  • Com soluções, serviços e modelos de consumo complementares, os clientes Dell EMC têm acesso ao melhor da tecnologia empresarial

A Dell EMC, fornecedora que reúne a oferta mais abrangente e inovadora de soluções corporativas de TI da indústria, anunciou durante o Dell EMC World – evento global da empresa, realizado em Las Vegas (Estados Unidos) entre 8 e 11 de maio – um conjunto de soluções inovadoras para os data centers modernos, voltadas a ajudar os clientes a alcançarem seus objetivos de transformação digital.

DELLEMC

A transformação digital mudará a forma como as empresas de todos os setores são criadas e operadas, além da forma como interagem com os clientes. Os números de aplicativos, de usuários e os volumes de dados sem precedentes vão simplesmente romper a infraestrutura tradicional. Para ter sucesso nesse novo mundo digital, as empresas precisarão de uma transformação da TI. Os lançamentos anunciados hoje pela Dell EMC ajudam os clientes nesse caminho, com uma TI que usa uma arquitetura moderna como base para a nuvem híbrida.

“A megatendência da Transformação Digital vai ficar cada vez mais intensa, aumentando a necessidade de começar a jornada de transformação da TI o mais rápido possível”, explica David Goulden, Presidente da Dell EMC. “A Dell EMC é o parceiro ideal para ajudar os clientes a dar o primeiro passo. A criação da Dell EMC acelerou rapidamente a nossa habilidade de desenvolver e oferecer tecnologias que sustentem a próxima onda de inovação e progresso para os nossos clientes”, completa.

 

Novo portfólio de soluções Dell EMC

Prévia do novo portfólio de servidores PowerEdge 14a geração: a Dell EMC apresentou uma prévia de seu portfólio mais inovador de servidores PowerEdge, que vai ajudar os clientes a impulsionar a transformação da TI. A 14a geração do portfólio de servidores PowerEdge Dell EMC forma uma plataforma de computação segura e dimensionável que é a base ideal para iniciativas de nuvem, lógica analítica e Data Center definido por Software.  

Infraestrutura hiperconvergente: a Dell EMC anunciou que está eliminando as barreiras para a adoção da infraestrutura convergente (HCI) com várias novidades no portfólio, incluindo appliances Dell EMC VxRail, sistemas VxRack e série XC, e novos modelos de consumo flexíveis, com o objetivo de simplificar ainda mais a aquisição, a implementação e o gerenciamento de TI.

Armazenamento totalmente flash: atualização do VMAX, principal plataforma Dell EMC para armazenamento corporativo e também da próxima geração de array totalmente flash XtremIO. A empresa também anunciou a próxima geração do Dell EMC Unity, o melhor array totalmente flash midrange da categoria, e o novo SC5020, o melhor array híbrido midrange da categoria, além dos arrays de NAS scale-out Isilon.

Proteção de dados: O Dell EMC Integrated Data Protection Appliance (IDPA), um appliance específico, pré-integrado e pronto para usar. Ele combina armazenamento de proteção, software, pesquisa e lógica analítica, e oferece proteção de dados em um amplo ecossistema de aplicativos e plataformas, além de oferecer classificação em nuvem nativa para a retenção a longo prazo. Além disso, a Dell EMC anunciou novos recursos para seu portfólio de proteção de dados em nuvem, que permitirão que os clientes protejam e façam backup de dados de forma simples e efetiva em qualquer lugar, a qualquer momento.  

Redes definidas por software: novos recursos de sistemas de rede abertas da Dell EMC para ajudar os clientes a transformar suas operações de TI, reduzir custos de TI, alcançar retorno sobre investimento com maior agilidade e oferecer novos recursos digitais. Para manter a competitividade nos dias de hoje, é necessário passar por uma transformação digital. O primeiro passo lógico no processo é a transformação da TI para modernizar o datacenter, automatizar a produção e mudar os modelos operacionais. As arquiteturas de rede flexíveis são essenciais para permitir que as organizações respondam rapidamente aos requisitos dinâmicos dos negócios ou dos clientes com menos interrupções e custos menores.

Estudo Dell EMC: só 5% das grandes empresas têm ambientes de TI preparados para a transformação digital dos negócios

  • 71% das empresas concordam que não serão competitivas sem a Transformação da TI, segundo o estudo da ESG, que consultou 1.000 companhias de grande porte ao redor do mundo, sendo 100 delas no Brasil
  • As organizações consideradas maduras têm 7 vezes mais probabilidade de reconhecer a TI como diferencial competitivo e como um centro de lucro
  • 96% das empresas mais maduras ultrapassaram as metas de receitas no ano passado e têm mais de o dobro de chances de atingir seus objetivos

Um estudo da empresa de análises e pesquisas ESG (Enterprise Strategy Group), patrocinado pela Dell EMC –  fornecedora que reúne a oferta mais abrangente e inovadora de soluções corporativas de TI da indústria – identificou que a maioria das grandes empresas (71%) concorda que para se manterem competitivas precisarão realizar uma Transformação da TI, com o objetivo de adaptar-se à digitalização dos negócios. Apesar disso, só 5% das organizações ao redor do mundo já estão preparadas para esse novo momento, por meio de infraestruturas, processos e metodologias adequados.

O estudo batizado de “Curva de Maturidade na Transformação da TI”, entrevistou 1.000 decisores de TI de empresas privadas e públicas, com mais de 1.000 funcionários em todo o mundo, sendo 100 deles no Brasil. As organizações consultadas foram segmentadas em quatro grandes grupos (Transformadas, Em Evolução, Emergentes e Legadas), de acordo com o estágio de maturidade na Transformação da TI.

Dell_curva_de _maturidade

O levantamento identificou que uma minoria (5%) das grandes corporações já se encaixa no perfil de ‘Transformadas’, que inclui as empresas mais maduras e que implementaram infraestruturas, processos e alinhamentos organizacionais adequados às necessidades da Transformação de TI. Por outro lado, 41% das empresas estão na fase de ‘Em Evolução’, na qual demonstram compromisso com essa transformação e têm alguns projetos de modernização das tecnologias do data center e nas metodologias de entrega da TI.

Ainda segundo o estudo, a maioria das organizações (42%) se encaixa no grupo de ‘Emergentes’, com alguns progressos rumo à Transformação de TI, mas com poucos projetos em andamento para modernização das tecnologias do data center. E, por fim, outros 12% das empresas se encaixam entre as ‘Legadas’, com pouquíssimo – ou nenhum – avanço nas questões relacionadas à Transformação de TI.

“Esse estudo confirma a percepção da Dell EMC de que a TI deve ter um papel cada vez mais relevante nesse momento de transformação digital dos negócios, que afeta empresas dos mais diversos setores e perfis”, afirma Giampaolo Michelucci, Presidente de Enterprise da Dell Brasil. “A Transformação Digital dos negócios já está em andamento e as empresas têm ciência disso. Mas a capacidade de as organizações se manterem competitivas nesse novo cenário passa pela modernização da infraestrutura e dos processos de TI, para responder e adaptar-se rapidamente às novas demandas do negócio, com inovações, prazos e custos adequados”, complementa.

Transformação da TI e os Resultados para o Negócio

Entre as empresas Transformadas, 85% acreditam que estão em uma posição forte ou muito forte para competir e serem bem-sucedidas no mercado nos próximos anos, contra uma média de 43% entre as organizações menos maduras (Legadas).

As organizações Transformadas também reportam avanços significativos – se comparado às demais – na capacidade de ajudar as empresas a criar produtos inovadores e em um menor prazo, automatizar processos e tarefas manuais e permitir que a TI seja encarada como um centro de lucro, em vez de um centro de custos.

Seguem abaixo alguns dos principais resultados entre as empresas Transformadas:

  • 96% excederam os objetivos de receita no último ano, o que representa um percentual mais de 2x maior do que as Legadas
  • As Transformadas são 8x mais propensas que as Legadas a avaliar um relacionamento altamente colaborativo entre a TI e o negócio
  • Fazem um ‘progresso excelente’ ao rodar a TI como um centro de lucros, em vez de um centro de custos (com um percentual 7x maior do que as Legadas)
  • São 7x mais propensas do que as menos maduras (Legadas) a ter uma TI enxergada como um diferencial competitivo para o negócio
  • Usam os recursos de TI para acelerar a inovação em produtos e o lançamento de novidades no mercado (com um percentual 6x maior do que as organizações menos maduras)

Tecnologias Transformadoras

De acordo com a ESG, a adoção de tecnologias modernas no data center, como sistemas de storage escaláveis e infraestrutura convergente e hiperconvergente, podem aumentar a agilidade e o tempo de respostas da TI, assim como as entregas e o desenvolvimento de aplicações.

O estudo “Curva de Maturidade na Transformação da TI” identificou que:

  • 54% de todas as empresas entrevistadas já usam infraestruturas convergentes ou hiperconvergentes para suportar as aplicações
  • 58% de todos os entrevistados já adotaram sistemas de armazenamento escaláveis
  • Cerca de metade das organizações começou a implementar, avaliar ou planejar a adoção de tecnologias definidas por software (data center definido por software) e enxergam a adoção desses sistemas em longo prazo
  • 65% dos respondentes fizeram um progresso ‘excelente’ ou ‘aceitável’ para oferecer ao usuário que está na ponta a capacidade de utilizar os recursos de TI como se os mesmos estivessem em uma cloud pública
  • 43% dos entrevistados fizeram uma adoção de princípios e melhores práticas de DevOps

Por fim, o levantamento aponta que a Transformação da TI tem levado a uma maior cooperação e um melhor relacionamento entre as áreas de TI e negócios. Como reflexo, 36% das corporações consultadas apontam que os resultados do departamento de Tecnologia são avaliados mensalmente pela Diretoria e pelos principais executivos da organização.

Além disso, em 39% das empresas que participaram da pesquisa, o principal executivo de TI reporta diretamente para o CEO.

Dell investe em projeto pioneiro de IoT no Brasil para controle da produção de computadores

  • O projeto desenvolvido no Brasil utiliza o Dell Edge Gateway 5000 para tomar decisões de controle de qualidade em tempo real, na linha de montagem, utilizando câmeras de vídeo e conexões com bancos de dados da companhia, devendo ser replicado para outras fábricas de equipamentos da marca ao redor do mundo
  • Iniciativa já aumentou em 20% a eficiência do processo de auditoria de qualidade na fábrica da Dell de Hortolândia

deeltechnologies

A Dell Technologies – maior empresa de TI de capital privado do mundo – acaba de implementar um projeto pioneiro no Brasil, baseado no uso de Internet das Coisas (IoT) para aperfeiçoar o processo de controle de qualidade na produção de computadores na fábrica da empresa, localizada em Hortolândia (SP). A iniciativa, que aumentou em 20% os índices de eficiência da área responsável pela auditoria dos equipamentos, deve ser replicada para outras unidades fabris da empresa ao redor do mundo.

Read more of this post