Um em cada quatro bancos tem dificuldades para verificar a identidade de clientes nos bancos on-line

De acordo com a recente Pesquisa de riscos à segurança de instituições financeiras, 24% dos bancos de todo o mundo têm dificuldades em identificar seus clientes ao fornecer serviços de bancos on-line e digitais. Mais da metade dos bancos (59%) prevê um aumento dos prejuízos causados por fraudes nos próximos três anos. Por isso, a verificação da identidade dos usuários deve ser prioridade nas estratégias de segurança virtual das instituições financeiras, adverte a Kaspersky Lab.

Com o crescimento dos serviços bancários on-line e em dispositivos móveis, os clientes não apenas se tornam vítimas de fraudes financeiras, como também são um ponto de entrada importante para ataques nos canais digitais dos bancos. De acordo com a pesquisa, em 2016, 30% dos bancos passaram por incidentes de segurança que afetaram os serviços bancários fornecidos pela Internet. Os principais fatores que contribuíram para os ataques foram o phishing direcionado aos clientes e o uso de credenciais de clientes para atividades de fraude.

Os bancos carecem de tecnologias de segurança que não prejudiquem a experiência do cliente: 38% das organizações que participaram da pesquisa confirmaram que se preocupam com o equilíbrio entre as técnicas de prevenção e a conveniência para o usuário.

KASPERSKY_BANCOS

Ao considerar as diversas abordagens para fornecer canais digitais e móveis seguros, naturalmente os bancos evitam colocar muita pressão sobre os clientes. Os bancos on-line precisam continuar oferecendo seus principais benefícios: uma forma conveniente de fazer transações financeiras em questão de segundos. Por isso, estamos trabalhando em tecnologias que permitam proteger os bancos e seus clientes sem incluir rotinas de segurança adicionais na experiência do usuário”, declarou Alexander Ermakovich, chefe da equipe de prevenção de fraudes da Kaspersky Lab.

Além da dupla-autenticação e de outros procedimentos de segurança usados pelos bancos, a Kaspersky Lab recomenda implementar soluções exclusivas capazes de identificar se uma pessoa tem a devida autorização sem exigir ações adicionais do usuário. A plataforma Kaspersky Fraud Prevention compila e analisa o comportamento do usuário, informações do dispositivo, do ambiente e da sessão na forma de big data anônimo e despersonalizado na nuvem. A autenticação baseada em riscos (RBA, Risk Based Authentication) avalia os possíveis riscos antes do login do usuário, enquanto a detecção contínua de anomalias na sessão (Continuous Session Anomaly Detection) identifica o controle de contas, lavagem de dinheiro, ferramentas automatizadas ou qualquer processo suspeito executado durante a sessão.

Dessa maneira, a plataforma oferece proteção não apenas na fase de login, mas também durante a própria sessão, e os usuários não precisam passar por mais etapas de autorização.
Para saber mais sobre a plataforma Kaspersky Fraud Prevention, visite: https://www.kaspersky.com.br/enterprise-security/fraud-prevention

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: