Fãs do Mega Drive ganham livro histórico no Brasil com participação da Tectoy

Olá pessoal,

Quem acompanha o blog sabe que eu sou um fã dos retrogames e que eu apoio e faço questão de divulgar projetos referentes a este tema. Pois bem, o pessoal da Warpzone, do meu amigo Cleber Marques, está com um lançamento incrível para aqueles que são como eu apaixonados por jogos antigos. Vejam o release abaixo e corram pois no dia 10/04 o projeto será encerrado!

A WarpZone, editora independente que publica livros e revistas sobre jogos clássicos, faz uma parceria inédita com a Tectoy, empresa conhecida pelos fãs como representante da Sega no Brasil.

Warpzone-Megadrive

Aproveitando o ótimo momento em que o mercado espera o lançamento do novo Mega Drive pela Tectoy, em comemoração aos 30 anos da empresa, a WarpZone criou uma campanha de financiamento coletivo para o lançamento de um livro de luxo intitulado Mega Drive Definitivo, que promete ser uma homenagem aos fãs do console em mais de 320 páginas trazendo análises de mais que 1200 jogos, listas de modelos e acessórios, a história do Mega Drive e da própria Tectoy e ainda um prefácio feito por Stefano Arnhold, presidente do conselho da Tectoy.

O financiamento oferece a possibilidade dos fãs terem o nome no livro, uma frase na primeira página, escolher entre uma versão limitada com caixa exclusiva que simula a caixa do Mega Drive e até ter o próprio testemunho registrado nas páginas da publicação. É possível apoiar a campanha pelo link www.catarse.me/megadrive até o dia 10/04 e fazer parte da história que é um marco no mercado editorial brasileiro.

Sobre a WarpZone

A WarpZone é uma editora independente com o objetivo de levar seu público de volta aos anos 80 e 90 através de livros e revistas. Fundada em 2015, hoje é mantida por dois sócios, Cleber Marques, criador e idealizador do projeto, e Ivan Battesini, criador da rede de lojas PROGAMES e da revista Gamers. Site: www.warpzone.me

Sobre a Tectoy

A Tectoy foi fundada em 1987, inicialmente para desenvolver e produzir brinquedos de alta tecnologia e tornou-se referência nacional na área de entretenimento eletrônico e brinquedos. A empresa conta com duas filiais. A fábrica em Manaus e a sede em São Paulo onde fica toda a sua inteligência. Atualmente, a Tectoy está posicionada como uma empresa de tecnologia, onde oferece, além de produtos com a licença Sega, produtos voltados para o mercado de eletrônicos e entretenimento digital. Site: www.tectoy.com.br

Contato para entrevistas e mais informações: Cleber Marques (cleber@warpzone.me/11-9-8628-0508).

 

Nostalgia Gamer: Montando um console retrô com RetroPie no Raspberry Pi Zero, o computador de 5 dólares

Olá pessoal,

Quem me conhece sabe que eu sou um apaixonado por Games antigos e mesmo o blog não sendo especializado, vez ou outra eu publico algo a respeito. Em 2014, eu publiquei um artigo sobre o OpenEmu, plataforma de emulação para MacOS na extinta revista MacMais. No ano seguinte eu disponibilizei o pdf da matéria neste post.

Neste ano meu irmão me enviou dos Estados Unidos 3 unidades do Raspberry Pi Zero, o computador de 5 dólares, para que eu pudesse estudar mais a respeito do produto e também gerar conteúdo sobre.

Uma das utilidades que encontrei neste mini-computador é a possibilidade de transformá-lo em um console retrogamer, via emulação, utilizando o surpreendente sistema RetroPie, baseado no Raspbian, uma distribuição Linux específica para o Raspberry, cujo processo de instalação eu descreverei neste post. Em breve farei um post descrevendo este procedimento para instalação do RetroPie em um PC convencional.

retropielogo

Voltando ao RetroPie, se trata de um projeto bastante interessante criado para disponibilizar uma série de emuladores de consoles e  computadores antigos em uma única plataforma, utilizando uma interface bastante intuitiva  e de simples utilização, disponibilizando uma quantidade enorme de emuladores de consoles como os da Atari, Sega, Nintendo, Sony e computadores como Macintosh, ZX Spectrum, Amiga, Apple II, Commodore 64 entre outros. Veja a lista completa de emuladores disponíveis aqui.

Com o RetroPie você pode jogar novamente clássicos de quase todos os sistemas já lançados, porém com o Raspberry Pi Zero não é possível ter uma boa performance nos emuladores de consoles mais potentes. Nos bem antigos como, por exemplo, Atari, Nes, Master System, Mega Drive e Super NIntendo o desempenho é bem satisfatório, nos demais o ideal é obter uma versão mais potente do Raspberry Pi. No site do projeto a recomendação para se ter uma melhor performance é a versão 3, Model B.

Então vamos montar o console retrô com o Raspberry Pi Zero 1.3. Vejam abaixo as características da placa:

raspberry-pi-zero

  • 1GHz, Single-core CPU
  • 512MB RAM
  • Mini-HDMI port
  • Micro-USB OTG port
  • Micro-USB power
  • HAT-compatible 40-pin header
  • Composite video and reset headers
  • CSI camera connector (v1.3 only)

img_8596

Hardware necessário

Obviamente além do Raspberry Pi, precisamos dos seguintes itens de Hardware para montar o console retrô:

  • Cartão MicroSD, vejam aqui os modelos compatíveis, eu utilizei um de 16 GB
  • Leitor de Cartão MicroSD, utilizado para a instalação do RetroPie
  • Cabo HDMI
  • Adaptador Mini HDMI (Se o cabo HDMI já tiver uma das pontas MiniHDMI, desconsiderem)
  • Adaptador Micro USB
  • Televisão ou monitor com porta HDMI
  • Fonte de 5V 2A Micro USB, para alimentação do Raspberry, um carregador de celular, por exemplo
  • Hub USB
  • Pen Drive vazio para transferir as ROMs
  • Joystick USB, por exemplo, os do PS3 e XBOX 360 funcionam bem como outros modelos USB ou um teclado e mouse

Instalação do sistema

 

Para fazer a instalação do RetroPie no cartão MicroSD será necessário um computador com Windows, Linux ou Mac.

Estão disponíveis duas versões do sistema RetroPie, uma voltada para o Raspberry Pi 0/1 e outra para o Raspberry Pi 2/3. A release mais nova é a 4.1 e  download da imagem deve ser feito em https://retropie.org.uk/download/ 

Após o download descompacte o arquivo retropie-4.1-rpi1_zero.img.gz, seja via Shell no Linux via gunzip ou no Windows utilizando um programa, como por exemplo, o 7-Zip, que eu recomendo e utilizo diariamente.

No meu caso, utilizei o programa Win32DiskImager, recomendado no próprio site do projeto, em uma máquina com Windows para instalar o RetroPie no Cartão MicroSD. O procedimento é bem simples. Vejam abaixo:

Como o Win32 Disk Imager aberto, em Image File, selecione o arquivo de imagem do RetroPie que foi previamente baixado e descompactado. Ao lado, em Device, selecione o cartão MicroSD que deve estar conectado ao PC com Windows, certifique-se que a unidade  correspondente está correta e clique em Write. O cartão MicroSD será formatado e o RetroPie instalado.

win32diskimager2

Agora conecte o cartão de memória ao Raspberry Pi e ligue a placa.

Em Welcome, devemos configurar o Joystick plugado no Raspberry, no meu caso utilizei o do XBOX 360, sem dúvida o meu preferido. Pressione qualquer tecla por alguns segundos e o processo de configuração iniciará. Feito isso será apresentada a interface do EmulationStation, onde poderemos selecionar qual sistema vamos utilizar e qual jogo vamos jogar. De imediato nenhum sistema é disponibilizado pois as roms dos jogos devem ser adicionadas às pastas dos sistemas para posterior visualização.

Tranferindo as roms para o RetroPie

As roms podem ser transferidas via rede ou através de um PenDrive USB. Neste post vou demonstrar o processo via PenDrive pois o Raspberry Pi Zero que eu recebi não vem com adaptador WI-FI e eu não estou com uma interface de rede USB disponível no momento.

Para copiar as roms via Pendrive siga os passos abaixo:

  1. Formate o pendrive que você disponibilizou para esta finalidade, com FAT32 ou NTFS. Eu utilizei um SanDisk de 16 GB formatado com FAT32.
  2. Crie uma pasta chamada retropie neste Pendrive
  3. Conecte o Pendrive no HubUSB ligado ao Raspberry e deixe conectado por alguns poucos minutos para que seja criada a estrutura abaixo da pasta retropie criada no passo anterior. Caso o Pendrive possua led, aguarde o led parar de piscar
  4. Conecte o Pendrive no PC novamente e adicione as roms nas pastas correspondentes aos sistemas abaixo de retropie/roms retropieroms
  5. Conecte o pendrive novamente ao Raspberry e aguarde a cópia das roms
  6. Reinicie o Retropie e os emuladores e jogos que você copiou estarão disponíveis. Lembrem-se que a cada vez que este procedimento de cópia do Pendrive para o Raspberry for feito, o sistema deve ser reiniciado.

Agora é só aproveitar e jogar os games clássicos!

Brasil Game Cup (BGC) anuncia Campeonato Retrô para sua primeira edição carioca

Primeiro título anunciado é Street Fighter II; público poderá se inscrever gratuitamente e disputar prêmios em campeonatos de jogos antigos

A Brasil Game Cup (BGC), competição nacional de esportes eletrônicos que será realizada entre 7 e 9 de abril no Rio de Janeiro, acaba de anunciar mais uma grande atração para sua primeira edição na cidade maravilhosa: campeonatos de games retrô, que serão abertos ao público do evento e colocarão em destaque diversos jogos e consoles que marcaram os fãs de videogame.

bgc2017

O primeiro campeonato revelado é o do clássico jogo de luta Street Fighter II, mas outros games serão anunciados em breve. As inscrições serão gratuitas e deverão ser feitas no local da competição. A BGC Rio contará também com a área Evolução do Videogame, exposição com mais de 150 consoles que representam cada uma das oito gerações dos videogames. Esta área já é conhecida pelo visitante da Brasil Game Show (BGS), maior feira de games da América Latina, organizadora da BGC.

Na BGC Rio de Janeiro ainda será possível acompanhar de perto as partidas da final do torneio de Counter Strike: Global Offensive (CS:GO) e visitar áreas como a Cosplay Zone – palco para concursos de cosplayers com premiações diárias –, a Área Indie – espaço dedicado aos desenvolvedores independentes e que terá 26 estandes de estúdios brasileiros –, o Indie Meeting – área exclusiva para apresentações e palestras dos indies participantes –, o Meet & Greet – onde fãs poderão pegar autógrafos e tirar fotos com alguns ídolos do universo dos games – e a loja oficial, com milhares de produtos licenciados da BGC e da BGS.

Para visitar a primeira edição da Brasil Game Cup Rio de Janeiro os visitantes devem adquirir suas entradas em www.brasilgamecup.com.br . Mais informações sobre ingressos e combos para o evento estão disponíveis também neste vídeo .

Sobre a Brasil Game Cup – Criada em 2014 pela BGS, a BGC é uma competição nacional de esportes eletrônicos, com classificatórias online e finais presenciais. Em 2017, já estão confirmadas a BGC Rio de Janeiro, de 7 a 9 de abril, e a BGC São Paulo, que será realizada dentro da Brasil Game Show.

Sobre a Brasil Game Show – Realizada pela primeira vez em 2009 na capital carioca como Rio Game Show, a BGS está a caminho de sua décima edição. Em 2017, a maior feira de games da América Latina e o segundo maior evento do setor no mundo em área utilizada será realizada de 11 a 15 de outubro, no Expo Center Norte, em São Paulo.

Revista WarpZone – 101 Games do SNES / Biografia MARIO

Olá pessoal,

gravei um vídeo fazendo um pequeno review sobre dois exemplares que recebi da Revista Warpzone, um projeto fantástico criado pelo meu amigo Cleber Marques e que eu faço questão de apoiar e divulgar. Se trata de leitura indispensável para todo apaixonado por Retrogames. O material é de extrema qualidade e não tenho dúvidas que vai fazer parte da coleção de vocês.

Prestigiem!

 

Inscrições para a 2ª qualificatória do torneio de Dota 2 da Brasil Game Cup (BGC) já estão abertas e vão até a próxima segunda-feira (6)

Equipes podem se inscrever gratuitamente para uma das 128 vagas até 6 de junho pelo site brasilgamecup.com.br; Campeonato tem premiação total de R$ 60 mil e final será no palco da Brasil Game Show (BGS)

São Paulo, 03 de junho de 2016 – Interessados em disputar o torneio de Dota 2 da Brasil Game Cup (BGC), com premiação total de R$ 60 mil, têm mais uma chance. Já estão abertas as inscrições para a segunda classificatória da competição, com vaga para 128 times brasileiros. Os interessados devem se inscrever até a próxima segunda-feira, 06 de junho, pelo site: brasilgamecup.com.br/. As partidas começarão em 11 de junho, e a partir de 9 de julho, já nas oitavas-de-final, serão transmitidas ao vivo do estúdio da BGS, no Rio de Janeiro, com narradores e comentaristas profissionais.

O time ganhador desta segunda classificatória irá competir na finalíssima da competição, que será realizada em 5 de setembro, no palco da BGS, a maior feira de jogos eletrônicos da América Latina. O time vencedor do torneio de Dota 2 da BGC terá seu nome gravado no trófeu Ralph Baer e levará um prêmio de R$ 30 mil. Já o segundo colocado receberá R$ 10 mil. Cada classificatória distribui mais R$ 10 mil entre os três primeiros colocados.

Além do campeonato de Dota 2, em 2016 a BGC terá torneios de outros títulos, que serão anunciados em breve.

Ingressos promocionais 

Os interessados em acompanhar a grande final da BGC já podem adquirir os ingressos da BGS 2016 com desconto. Até as 23h59 do dia 20 de junho, as entradas para cada dia da feira estão com 11% de desconto e saem por R$ 75 (individual). Já o passaporte para todos os dias abertos ao público está com 13% e sai por R$ 260. Os valores são referentes à meia-entrada, disponível para todos que doarem 1 kg de alimento não perecível na entrada do evento, além de estudantes, portadores de necessidades especiais, idosos com idade a partir de 60 anos e professores, todos mediante apresentação de comprovação.

Serviço – BGS 2016
Quando: 01 a 05 de setembro (1º dia exclusivo para imprensa e business)
Onde: São Paulo Expo
Endereço: Rodovia dos Imigrantes, KM 1,5 – São Paulo – SP
Horário: 13h às 21h
Ingressos (até 20/06/2016):
Individual (meia-entrada) – R$ 75 (ingresso para 1 dia de evento – 02, 03, 04 ou 05 de Setembro)
Passaporte (meia-entrada) – R$ 260 (acesso a todos os dias de evento abertos ao público – 02, 03, 04 e 05 de Setembro)
Premium – R$349 (acesso a todos os dias de evento, incluindo o dia exclusivo para imprensa e business – 01, 02, 03, 04 e 05)
Todos os ingressos disponíveis podem ser adquiridos em opções combo que incluem a publicação “Brasil Game Show – O livro”, que conta a história da BGS, por um acréscimo de apenas R$25.
Mais informações e outras opções de ingressos em www.brasilgameshow.com.br

Sobre a Brasil Game Show – Realizada pela primeira vez em 2009 na capital carioca como Rio Game Show, a BGS está a caminho de sua nona edição. Em 2016, a maior feira de games da América Latina será realizada de 01 a 05 de setembro, no São Paulo Expo, maior e mais moderno centro de exposições do Brasil.

Oldgamers – PDF do artigo “Diversão das Antigas” sobre o OpenEmu publicado na Revista MacMais

Atenção OldGamers!

Em Julho do ano passado, publiquei um artigo sobre o OpenEmu (Vejam o Post sobre), um revolucionário emulador de videogames antigos para MacOS, na Edição 95 da Revista MacMais. Consegui com o Sérgio Miranda, editor da Revista, a autorização para disponibilizar o pdf da matéria aos leitores do meu blog, inclusive para download. Então, não tenho dúvidas, que aqueles que são apaixonados pelas Gerações 8 e 16 Bits dos Videogames vão adorar este post. Confiram abaixo o pdf da matéria “Diversão das Antigas” que saiu na sessão Life da Revista. Aproveitem!

SNESFUN – Games de Super Nintendo Online

Amigos Retro Gamers,

O site é SNESFUN é mais uma boa opção para quem curte jogar os jogos clássicos do Super Nintendo. Nele podemos jogar no próprio browser diversos títulos, como Double Dragon, Top Gear, Street Fighter 2 e muitos outros que fizeram parte da nossa infância e adolescência e sem precisar instalar nada.

snesfun

Acessem e divirtam-se!