Mudando o hostname de um servidor Red Hat ou Oracle Linux

Olá pessoal,

TerminalLinuxPara definir ou redefinir o nome da máquina (hostname) em um servidor com as  distribuições Red Hat ou Oracle Linux acesse o terminal e utilizando um editor como vi ou nano, abra o arquivo /etc/sysconfig/network

Edite a entrada HOSTNAME=”nome_do_servidor” 

Após isso, salve o arquivo e reinicie o servidor e valide o acesso com o novo nome.

Dica útil para os iniciantes no mundo Linux.

VMWare ESXi 6.0 – Placa de rede em VM Linux renomeada de eth0 para eth1 após troca de host

Olá pessoal,

um cliente com ambiente de virtualização baseado no VMware ESXi 6.0 passou por um incidente em um dos seus hosts e precisou reapresentar uma máquina virtual ao Inventário, desta vez associando esta vm a outro host.

Pois bem, o sistema operacional (Oracle Linux Server 6.9) da máquina virtual iniciou normalmente porém sem conectividade no ip destinado a este servidor. Acessei o servidor e verifiquei que a interface que anteriormente era “eth0” , passou a ser “eth1” e estava funcionando porém com outro endereço ip, atribuído via DHCP.

Sigam os passos abaixo para corrigir este problema e retornar com a interface original “eth0”:

Verifique via comando ifconfig no terminal o Mac Address da nova interface criada (eth1).

Faça uma cópia de segurança do arquivo de configuração da placa eth0 (/etc/sysconfig/networking-scripts/ifcfg-eth0) e em seguida edite o arquivo substituindo o Mac Address pelo exibido na interface eth1 no passo anterior, executando os comandos:

  • # cd /etc/sysconfig/networking-scripts                                                                             
  • # cp ifcfg-eth0 /root/                                                                                                               
  • # vi /etc/sysconfig/networking-scripts/ifcfg-eth0 (Editem a linha HWADDR no arquivo)                                                                                                                       

Faça uma cópia do arquivo 70-persistent-net.rules, em seguida delete o original e depois reinicie o servidor, utilizando os comandos abaixo:

  • # cd /etc/udev/rules.d
  • # cp 70-persistent-net.rules /root/
  • # rm 70-persistent-net.rules
  • # reboot

Após o reboot o servidor estará novamente com a interface de rede “eth0” com as configurações originais (com exceção do Mac Address), ativa e com conectividade.

Verificando a distribuição e versão do Linux via ssh

Olá pessoal,

Passei pela seguinte situação que compartilho com vocês. Acessei um servidor Linux remotamente via ssh e precisava saber a distribuição e versão (release) para poder realizar uma instalação correta de um agente.

Para obter o versionamento digite no shell:

cat /etc/*-release

Vejam abaixo o detalhamento do sistema operacional instalado neste servidor remoto:

Linux_Version

Espero ter ajudado! Bom trabalho para todos!

Habilitando ifconfig no Linux Cent OS 7 Minimal

Olá pessoal,

Precisei fazer a instalação do CentOS 7 Linux versão “mininal” para validar um ambiente que estou montando e após o término da instalação tentei executar o comando “ifconfig” para verificar quais as configurações de rede do adaptador conectado e obtive o retorno abaixo:

comando não encontrado

IFCONFIG

Por se tratar da versão “mininal” o pacote “net-tools” que contém o ifconfig dentre outros comandos (route, por exemplo) não está habilitado. Então para ver o status dos adaptadores de rede execute:

ip addr show

Para instalar o pacote net-tools execute:

yum -y install net-tools

Aguarde o processo, se a instalação ocorrer com sucesso, ao final, o comando ifconfig estará disponível.

IFCONFIG1

Até a próxima!

Entrevista da semana: Dionatan Simioni (Diolinux)

Olá pessoal,

DionatanSimioniNa entrevista desta semana eu conversei com o Dionatan Simioni que é professor, blogueiro, escritor, YouTuber, criador do blog/canal Diolinux, da DioStore e do Diolinux EAD. Recentemente criou o canal Digital Job, onde aborda assuntos referentes a trabalho remoto, home office, marketing digital e tudo o que envolve essa atmosfera do empreendedorismo moderno.

Eu acompanho há bastante tempo o trabalho do Dionatan e inclusive sou um dos apoiadores do Diolinux, vamos então conhecer melhor o entrevistado da semana!

Read more of this post

Entrevista da semana: Gabriel Silveira (Toca do Tux)

Olá pessoal,

Na entrevista desta semana eu conversei com o amigo Gabriel Silveira, que atua como administrador de sistemas, professor de inglês (ou ex), interprete, tradutor, consultor em finanças pessoais, também traduziu o manual de instalação da distribuição Funtoo Linux e possui os canais e blogs Toca do Tux e Resenha Nerd.

O Gabriel tem o mesmo defeito que eu, adora computadores e máquinas antigas! Vamos prestigiar o trabalho dele e acompanhar suas atividades. Então conheçam o entrevistado da semana!

Gabriel Silveira

Read more of this post

Participação no Festival Latino-americano de Instalação de Software Livre 2018 em Uberlândia/MG

Olá pessoal,

No último dia 28/04 mais uma vez eu tive a oportunidade de participar de um grande evento, o Festival Latino-americano de Instalação de Software Livre que ocorreu em diversas cidades, inclusive em Uberlândia, na Faculdade Pitágoras, onde eu apliquei a palestra “Microsoft + Open Source”

Agradeço a todos os que prestigiaram o evento e em breve nos encontraremos em novos eventos na região.

Abaixo eu compartilho algumas fotos e também o pptx que eu utilizei na minha apresentação.

Um forte abraço e até o próximo evento!

Flisol 2018 hoje em Uberlândia

Olá pessoal,

Hoje ocorrerá em Uberlândia, e em todo o mundo, mais uma edição do Festival Latino-americano de instalação de Software Livre, o Flisol, um evento tradicional, que ocorre desde 2005 e que possui uma missão de fomentar a utilização de software livre.

Aqui em Uberlândia o evento será realizado na Faculdade Pitágoras, das 08:30 às 18:30.

Eu tive o prazer de participar da organização do evento e vou aplicar a palestra “Microsoft + Open Source”

Maiores informações e inscrições em http://flisoluberlandia.com/

Aguardamos vocês lá!

FLISOL2018

Entrevista da semana (JAN 01/04): João Jotta (Portugal)

Olá pessoal,

na entrevista desta semana eu conversei com o João Jotta, um profissional que atua com suporte e reparação de computadores, tablets e celulares na região da Alcobaça, em Portugal e que também é um entusiasta de games! Muito interessante a entrevista. Leiam abaixo:

1 – Como você começou na área de TI e de manutenção de computadores?
Eu sempre fui muito curioso com computadores mas nunca tive um. Tive um Spectrum quando era muito novo, depois um Amiga e só com a idade de 18 anos é que tive o meu primeiro PC. Com Windows, na altura.

A partir daí foi sempre a aprender. No segundo dia já não tinha os drivers/controladores do audio a funcionar. Era complicado na altura pois não sabia nada de nada e não tinha internet (estávamos em 1998) e lembro-me perfeitamente daquela sensação boa de quando voltei a por o computador a funcionar. Daí até começar a arranjar os computadores dos amigos e dos amigos dos amigos foi um passo.  Mais a sério, enquanto “profissional”, só comecei mais tarde.

2 – Fale um pouco sobre o mercado de reparação de computadores na região onde você atua.
Eu vivo numa pequena vila cá em Portugal e a coisa funciona muito na base do passa a palavra. Em Portugal o mercado está mais ou menos controlado por uma grande casa de reparações que atua nos grandes centros comerciais, pelas grandes lojas de multimedia e pouco mais. Cá o negócio da loja de computador é muito escasso e são raros os casos de sucesso.

3 – Você trabalha em uma empresa ou de forma independente?
Trabalho por conta própria. Não é a principal atividade pois o mercado, como disse, aqui na terra é muito pequeno mas todas as semanas aparece alguém com um telemóvel ou um computador com algum problema.

4 – Qual estratégia você utiliza para captar novos clientes?
A publicidade funciona muito pouco em meios pequenos. Por outro lado, toda a gente se conhece e rapidamente a palavra se espalha e já se sabe onde levar o computador ou telemóvel com problemas.

Quanto a estratégia, eu aposto na satisfação do cliente. Não peço muito dinheiro, faço só o que o cliente pede e tudo o que recomendo faço com essa intenção para tirar pressão dos clientes. Resulta? Sim. A maioria volta pois ganha confiança.

Além disso tenho certificação de formador o que ajuda muito a lidar com os clientes e explicar algumas dúvidas que tenham. Aposto também na formação individual e tem funcionado muito bem uma vez que acabo fazendo o cross-sale entre formação e reparação.

5 – Você recebe mais demandas de atendimento relacionadas a Hardware ou Software?
É praticamente igual. Nos telemóveis é normal haver alguém com o vidro partido mas como também tenho certificação Apple em suporte ao cliente muita gente vem com dúvidas de iPhone e iPad.

Nos computadores é mais o software (abençoado Windows para o negócio, né?) mas lá vai aparecendo alguém com problema de botões nos portáteis.

6 – Sabemos que a área de TI é bastante dinâmica. Como você faz para manter-se atualizado? Quais revistas, livros, sites ou blogs você recomenda?
Muita pesquisa. Passo todo o tempo que posso pela internet a atualizar-me com as novidades mas também tenho o meu posto de trabalho com imensos computadores. Tenho… 1, 2, 3… são uns 10, quase. Sempre que posso vou instalando sistemas operativos e vou procurando, regularmente, fazer qualquer coisa para “pescar” erros para resolver.

7 – Conte os equipamentos que você possui e utiliza no seu trabalho de reparação de computadores. Você possui um Home Lab?
Então: 1 PC principal, 1 MacBook Air, 1 PC servidor de ficheiros, 4 PC Pentium para software antigo, 6 pc Core 2 Duo para formação e testes.

8 – Qual o seu sistema preferido? Windows, Linux ou Mac OS?
Gosto muito de macOS. Acho um sistema fantástico para quem não tem tempo ou paciência para aprender. Bem mais simples que o Windows. Apenas é diferente o que confunde muita gente. Contudo, vejo o sistema perder muita qualidade ao longo dos anos o que me afastou imenso da plataforma (nem foi o preço). Já só uso mesmo porque o software para design gráfico (Affinity Designer) é fantástico!

Hoje em dia sou VICIADO em Linux. É o que tenho no computador principal (Arch Linux) e é lá que faço praticamente tudo. Não gosto do Windows (nunca gostei).

9 – Você gosta é um entusiasta de games? Se sim, costuma jogar em quais plataformas? (Se puder mande fotos)
Sim. Tenho uma biblioteca na Steam que é bem simpática (já passei os 430 jogos). jogo, essencialmente, em Linux. Contudo há ainda dois ou três títulos que só posso jogar no Windows e para isso tenho um segundo disco rígido no computador só para esse efeito.
Também jogo alguns jogos num Pentium 4 velhinho, com Windows XP, porque não muito antigos e não correm bem no Windows 10 ou porque a resolução só suporta 4:3 e não 16:9.

10 – Por fim, nos passe seus canais de comunicação na internet e como os leitores podem entrar em contato com você (Blog, Twitter, Linkedin, Facebook, site…)
É fácil. Basta procurar na internet por “joaojotta” e eu vou aparecer. no entanto, dou total preferência ao Twitter @joaojotta.

Endless na Campus Party Bahia

EndlessA Endless, empresa que desenvolve soluções para a promoção da inclusão digital, estará presente na Campus Party Bahia, que acontece de 8 a 13 de agosto em Salvador, e vai presentear com um Endless Mini e outros brindes campuseiros que ajudarem a disseminar o Endless OS, uma plataforma para desktop gratuita e que vem com conteúdo acessível off-line.

Durante o evento, a Endless vai presentear com um computador Endless Mini o campuseiro que postar no youTube o melhor vídeo de demonstração do Endless OS. Haverá ainda distribuição de kits de brindes Endless para os participantes que tiverem mais visualizações em seus vídeos de demonstração.

Além de promover esta e outras ações de mídia social, a Endless vai realizar um workshop de Flatpak, novo sistema de distribuição de aplicativos para distribuições Linux. O Flatpak permite que aplicativos desenvolvidos para outras distribuições Linux sejam compatíveis entre si, ampliando o alcance de apps de software livre. A tecnologia também permite ao Endless ampliar a oferta de conteúdo acessível off-line para os seus usuários.

O workshop de Flatpak vai ser realizado na Arena Fonte Nova durante a Campus Party na sexta-feira dia 11 de agosto, das 18h às 19h30.  Mais informações neste link. Read more of this post